Páginas

sábado, 27 de fevereiro de 2016

GOVERNADOR EM EXERCÍCIO E PRESIDENTE DA AL, APOIAM PLEITOS DOS PRODUTORES RURAIS

ASSECOM/RN



Fábio Dantas e Ezequiel Ferreira em reunião na Governadoria



O governador em exercício, Fábio Dantas recebeu em Audiência, na manhã desta sexta-feira (26), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ezequiel Ferreira para tratar de ações de enfrentamento à falta de água e das dívidas dos produtores rurais no RN. Ezequiel Ferreira é presidente do Comitê de Ações de Combate à seca da Assembleia Legislativa, que também trata das consequências da falta de água através da Frente Parlamentar de Incentivo ao Setor Produtivo Rural, presidida pelo deputado Hermano Morais e da Frente Parlamentar da Água, presidida pelo deputado Galeno Torquato.

Sobre o endividamento rural, Fábio Dantas e Ezequiel Ferreira concordaram que é preciso somar esforços e tentar junto ao Governo Federal melhorar as condições para pagamento das dívidas dos produtores norte-rio-grandenses. A Medida Provisória publicada no mês de janeiro pelo Governo Federal prorroga o prazo de pagamento de dívidas rurais realizadas até 2006 e que não estejam na Justiça. Porém, no RN, a Comissão de Produtores Rurais do Estado afirma que apenas 5% dos detentores deste tipo de dívida no Rio Grande do Norte conseguem se beneficiar com a decisão. As dívidas rurais no Estado somam mais de 154 milhões de Reais e 95% dos produtores estão com processos na Justiça, e, portanto, não se enquadram nas regras da MP.

O governador em exercício e o presidente da Assembleia defendem o pleito dos produtores que até já elaboraram uma proposta de emenda à Medida Provisória. Fábio Dantas afirma que “o Estado está sensível ao pleito dos produtores rurais. Vamos levar a discussão à reunião dos governadores do Nordeste para que a mobilização ganhe mais força em apoio à emenda sugerida, que vem beneficiar nossos produtores”. Ezequiel Ferreira também concorda com a medida e ressalta a importância de uma ampla mobilização do setor produtivo e da classe política pela aprovação da emenda. “Os produtores querem quitar as dívidas, mas para isso precisam de melhores condições”, ressaltou Ezequiel.


Nenhum comentário:

Postar um comentário