Páginas

sábado, 15 de julho de 2017

AUMENTO DE 0,3% NO VAREJO DO RN CRIA SENSAÇÃO ILUSÓRIA, DIZ IBGE


O comércio varejista apresentou um crescimento de 2,4% no volume de vendas de dez segmentos no país. A Pesquisa Mensal de Comércio realizada em maio de 2017 pelo IBGE registrou taxa positiva a nível nacional e estadual, que voltou a crescer naquele mês e atingiu a marca de 0,3% no Rio Grande do Norte, o primeiro valor positivo para o volume de vendas em 2017 no estado. No entanto, as variações acumuladas nos cinco primeiros meses do ano (-0,8% no país e -2% no RN) e em doze meses (-3,6% e -6,2% respectivamente) se mantiveram negativas.

Antes dos 0,3% de crescimento obtido em maio, o estado apresentou recessão no varejo em todos os meses comparados a 2016. Em janeiro a variação mensal foi de -2,6%, em fevereiro, -4,4%, em março, -1,5% e em abril -2,1%. O desempenho no varejo ampliado (que inclui alimentos, combustíveis, veículos automotores e materiais de construção), no entanto, foi de queda: -1,1% em maio de 2016 e -5,1% no mesmo mês deste ano.

Apesar do crescimento recente, o analista do IBGE no RN, Ivanilton Passos, afirma que o valor é ilusório. “A base dá uma sensação de melhoria da economia, mas não é bem assim. Ainda há altos índices de desemprego e informalidade no mercado de trabalho do estado, endividamento das famílias, juros altos e dificuldade de crediário, atrasos nos salários de servidores públicos”, complementa. Para ele, tudo isso implica nos resultados e devido à conjuntura atual do país, não há expectativas de melhoras futuras.

Nenhum comentário:

Postar um comentário