Páginas

domingo, 17 de dezembro de 2017

PARA DEPUTADO DISON, "O MOMENTO É DE PENSAR O RN COM MATURIDADE POLÍTICA E RESPONSABILIDADE"

Durante encontro com prefeitos do Agreste no início da tarde desta sexta-feira(15), o deputado estadual Dison Lisboa(PSD), falou sobre o momento difícil em passa as finanças do Estado, em decorrência de uma soma de erros cometidos no passado e que atualmente precisam ser corrigidos, conforme apontou o parlamentar. O deputado líder do governo na Assembleia Legislativa lembrou que o socorro do Governo Federal é fundamental para o ajuste das finanças públicas do estado e dos municípios.

De acordo com as observações do parlamentar o momento é de se pensar o RN e que o aspecto político deve ser deixado de lado. Dison acredita que a saída para se combater a crise passa pela implantação de políticas fiscais que sejam apoiadas por todos os poderes, mesmo sabendo que vai ser preciso reduzir gastos principalmente com a folha de pessoal, que a cada ano cresce e que agora se torna uma bola de neve. ” O Governo não tem outra saída, o caminho é corrigir as destorções criadas no passado e que medidas legais possam surgir para estancar o escoamento do dinheiro público com o crescimento desordenado das contas públicas. Essa necessidade é urgente, não pode esperar, é preciso que se faça uma pactuação pública envolvendo os poderes e representantes da sociedade civil organizada, o problema não é só do Governo do Estado, precisamos dar as mãos para juntos enfrentarmos as dificuldades de frente e com soluções a médio e longo prazos”, enfatizou.

Dison disse ainda que não pensa o melhor para o RN quem neste momento começa a armar palanque visando as eleições de 2018. “O nosso dever agora é pensar o RN, a política é uma consequência com calendário para o segundo semestre de  2018, e sobre isso é bom lembrar que não podemos repetir o erro cometido pelo DEM em 2010, quando no quadriênio 2011 – 2014 o RN ficou sem o apoio do Governo Federal  porque a então governadora Rosalba Ciarlini integrava as fileiras do partido que em Brasília era o mais ferrenho adversário do Governo do PT. Nenhum estado brasileiro com essa crise sobrevive sem o apoio do Governo Federal, se em 2019 tivermos um governo não alinhado politicamente com o Governo Federal repetiremos a seca de recursos federais vivida no tempo em que Rosalba foi governadora. Se não agirmos com responsabilidade e compromisso com o RN vamos pagar um preço alto muito em breve”, alertou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário