Páginas

segunda-feira, 8 de janeiro de 2018

DESEMBARGADORES DO TJRN RECEBERAM QUASE R$ 10 MILHÕES NO ANO DE 2017


Dados publicados no Portal da Transparência do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte (TJRN) apontam que os 15 desembargadores que integram a Corte estadual receberam, juntos, em valores líquidos, quase R$ 10 milhões entre janeiro e dezembro do ano passado. O levantamento foi feito pelo Portal Agora RN através da plataforma oficial do Tribunal e o montante soma pagamentos de vencimentos normais, além de repasses suplementares (auxílios e benefícios).
Leia também:
Dos 15 desembargadores membros do Tribunal potiguar, 13 deles receberam mais de R$ 600 mil em 2017. Os outros dois tiveram remunerações que variaram entre R$ 428 mil e R$ 539 mil. Em números totais, o Estado pagou R$ 9.742.835,58 aos magistrados, sendo o ex-presidente Claudio Santos o maior beneficiado (com vencimentos líquidos totais de R$ 714.511,66), e o atual presidente Expedito Ferreira o segundo maior beneficiado, com vencimentos de R$ 710.246,48 ao longo dos últimos 12 meses.

Na terceira colocação do ranking elaborado pela reportagem está a desembargadora Maria Zeneide Bezerra. Entre salários e pagamentos suplementares, a magistrada recebeu R$ 703.613,01, sendo acompanhada de perto pelos desembargadores Amaury Sobrinho (4º com R$ 701.209,21 ), Gilson Albuquerque (5º com R$ 694.278,55) e Saraiva Sobrinho (6º com R$ 670.733,6). O atual presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Dilermando Mota, aparece em 14º (R$ 539.260,36), e Glauber Rêgo completa o ranking com R$ 428.331,93.

Vale lembrar que, do montante geral pago pelo Estado aos desembargadores do Tribunal do Justiça, pouco mais de R$ 2,2 milhões são relativos aos auxílios-moradia retroativos que eles tiveram direito após determinação em sessão extraordinária do Pleno, no dia 27 de setembro. Os valores são retroativos ao período entre 2009 e 2014 e foram destinados a magistrados que, segundo o TJ, ‘faziam jus ao recebimento do benefício’. Atualmente, o valor mensal pago por auxílio-moradia aos desembargadores é de R$ 4,7 mil.

Confira abaixo os valores totais recebidos por cada desembargador do RN entre janeiro e dezembro de 2017:





Nenhum comentário:

Postar um comentário