Páginas

segunda-feira, 11 de junho de 2018

PAPA ACEITA RENÚNCIA DE BISPOS CHILENOS SUSPEITOS DE PEDOFILIA


O papa Francisco aceitou nesta segunda-feira (11) a demissão de três bispos do Chile – entre eles Juan Barros, acusado de ter protegido um padre pedófilo. A decisão foi anunciada seis meses após a visita ao Chile, que foi marcada por protestos de vítimas de abuso sexual, cometido por integrantes da Igreja Católica.

Em janeiro, o papa mal chegou ao Chile e pediu perdão pelos crimes de abuso sexual, encobertos pelo Vaticano e que ele prometeu punir. Porém, Francisco defendeu Barros, que ele mesmo nomeou bispo de Osorno, em 2015, em meio a acusações de que o sacerdote teria protegido Fernando Karadima - padre que havia sido condenado quatro anos antes, pela própria Igreja, por pedofilia.


Nenhum comentário:

Postar um comentário