Páginas

quinta-feira, 12 de julho de 2018

CONSELHO FEDERAL DE MEDICINA PROÍBEM MÉDICOS DE COBRAREM POR OZONIOTERAPIA

Ozonioterapia não tem estudos com metodologia adequada para garantir eficácia e segurança, diz CFM (Foto: Reprodução Fantástico/TV GLOBO) 
O Conselho Federal de Medicina determinou que a terapia com ozônio, conhecida como ozonioterapia, só pode ser aplicada em caráter experimental, dentro de protocolo de estudo definido pela Comissão Nacional de Ética e Pesquisa (Conep). Na prática, isso significa que médicos não vão poder cobrar de pacientes em nenhuma etapa da aplicação, o sigilo e anonimato deve ser garantido e especialistas devem oferecer atendimento médico-hospitalar no caso de reações adversas.


A determinação do Conselho Federal de medicina foi publicada essa semana no Diário Oficial da União. 


A ozonioterapia é uma técnica que utiliza uma mistura de gases oxigênios e ozônio por várias vias: são aplicadas injeções ou a administração pode ser via retal, por exemplo. A finalidade é terapêutica, mas, segundo o CFM, não há estudos com metodologia adequada que comprovem as várias promessas da terapia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário