Páginas

quinta-feira, 27 de dezembro de 2018

CAERN TEM DÉFICIT DE R$ 300 MILHÕES E DESPERDÍCIO DE 54% DA ÁGUA DISTRIBUÍDA

Um déficit nas contas de aproximadamente R$ 300 milhões e o desperdício de água que pode ser de 54% quando comparado com o que é distribuído. Esses dois dados preocupantes são algumas das informações repassadas pelo futuro presidente da Companhia de Águas e Esgoto do Rio Grande do Norte (Caern), Roberto Linhares, à governadora eleita Fátima Bezerra (PT).

Integrante da equipe de transição, Linhares detalhou que a Caern tem, atualmente, 2.283 empregados, está presente em 152 municípios do Estado e precisa melhorar seus resultados.

Na avaliação de Roberto Linhares, é preciso ficar claro que a empresa não será privatizada. “A água é uma questão estratégica, tem que ficar nas mãos do Estado e não deve ir para grupos empresariais nacionais, nem tampouco internacionais”, disse. “Sou contra essa questão e sabemos que a governadora também é”, completou o futuro auxiliar do Governo.

Ainda de acordo com ele, “a Caern será restruturada, se reinventará e se tornará ainda mais estratégica”. “A empresa se tornará lucrativa”, assegurou. Linhares, que foi superintendente da Caixa Econômica no RN, analisou que “os recursos hídricos [que em muitos municípios são escassos] serão tratados de forma ambientalmente correta e o desperdício será combatido”.

Nenhum comentário:

Postar um comentário