Páginas

segunda-feira, 24 de dezembro de 2018

EM NOTA, PREFEITURA DE CANGUARETAMA FALA SOBRE O AVANÇO DO MAR NA PRAIA DA BARRA DE CUNHAÚ

Foto/Reproducao
Leia na íntegra o comunicado divulgado na pagina da prefeitura no Facebook:  

Uma alteração na dinâmica da maré está provocando avanço costeiro na Barra do Cunhaú. Trata-se de um fenômeno natural, que acontece não apenas no cartão postal de Canguaretama, mas em várias outras praias do Rio Grande do Norte e do Brasil.

Desde que o avanço foi percebido, a Prefeitura Municipal de Canguaretama buscou o Governo Federal para tratar da questão, já que toda a costa brasileira está sob a responsabilidade da União. 
A Prefeitura procurou também a UFRN e felizmente a Universidade se dispôs a realizar estudos técnicos para entender melhor a motivação do avanço do mar. O estudo não ajuda na contenção do problema atual, porém permitirá uma melhor orientação para ações futuras.


Como o avanço está para comprometer a avenida beira-mar, que é uma rodovia estadual, a Prefeitura também procurou o Governo do Estado, através da Defesa Civil e do DER. A resposta foi a mesma de outros órgãos: não há recursos para realizar obras a curto prazo e que seriam capazes de conter o avanço do mar sem um estudo prévio aprofundado.

De fato, esse tipo de obra tem valor elevado e a Prefeitura, que dispõe de bem menos recursos que a União e o Estado, não teria condições de fazê-la sozinha. A limitação não é só financeira: como a costa é responsabilidade da União e a rodovia é do Estado, a Prefeitura não pode usar recursos municipais para realizar intervenções.

No entanto, a administração tem agido para amenizar o problema. Os proprietários de imóveis estão sendo notificados, estudos já começaram a ser realizados, placas de sinalização estão sendo instaladas, a interdição da área está sendo feita e a Defesa Civil está em alerta. A Barra do Cunhaú vive momento delicado, que carece da união e da compreensão de todos, visto que o problema não é de fácil nem de rapida solução.

Prefeitura Municipal de Canguaretama

Para ver os vídeos sobre a situação na praias CLIQUE AQUI

Nenhum comentário:

Postar um comentário