Páginas

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

A ENERGIA EÓLICA NO RIO GRANDE DO NORTE

A capacidade instalada de energia eólica no Brasil subiu para 14,7 gigawatts (GW) em 2018, um aumento de 15,7% em relação ao ano passado, informou a Associação Brasileira de Energia Eólica (Abeeólica). Ao todo, o Brasil já conta com 583 parques eólicos em 12 Estados, com destaque para o Rio Grande do Norte (150) e Bahia (135).
De acordo com a Abeeólica, considerando a matriz elétrica brasileira em dezembro de 2018, a participação da energia eólica era de 9%, sendo a terceira fonte mais representativa. A biomassa, segunda fonte, representava 9,1% da matriz no final do ano passado.
“Dentro de pouco tempo, a eólica passará a ser segunda fonte da matriz elétrica brasileira, um feito realmente histórico para uma fonte que se desenvolveu de maneira mais intensa há pouco menos de dez anos”, afirmou em nota a presidente executiva da Abeeólica, Elbia Gannoum, lembrando que, quando a indústria começou, em 2011, o País tinha menos de 1 GW.


“Em 2012, estávamos no 15º lugar no Ranking de Capacidade Instalada do Global Wind Energy Council. Agora já estamos a caminho de completar 15 GW e ocupamos a 8ª posição no ranking”, informou a executiva.
De acordo com projeções da associação, somente levando em conta os contratos já assinados para construção de parques eólicos, o Brasil vai fechar 2024 com capacidade instalada de 19 MW de energia eólica.
Época Negócios

Nenhum comentário:

Postar um comentário