Páginas

sexta-feira, 3 de maio de 2019

SENTINELAS OCUPAM PONTE NEWTON NAVARRO PARA EVITAR SUICÍDIOS EM NATAL, VEJA MATÉRIA

Voluntários ficam 24h na ponte impedindo tentativas de suicídio
Enquanto o poder público – Prefeitura do Natal e Governo do Estado – não decide o que fazer para evitar a crescente onda de suicídios na ponte Newton Navarro, um grupo de religiosos da igreja evangélica Assembleia de Deus vem se desdobrando para barrar o desfecho trágico da doença do século XXI: a depressão. Os “Cavaleiros do Bem” já conseguiram impedir 35 suicídios de 19 deste mês para cá. Apenas em um episódio eles não conseguiram impedir.
O pastor da Assembleia de Deus Rubens Medeiros, que iniciou esta ação 13 dias, explicou que o movimento já reúne representantes de 200 igrejas distintas – tanto evangélicas, quanto católica e espírita. “Há também setores da sociedade que são ateus e que nos ajudam com doações de alimentos. Ficamos 24 horas na ponte e lá mantemos um efetivo mínimo de 60 sentinelas”, disse Rubens Medeiros, que aproveita para pregar o evangelho para quem passa e para, além dos pedestres e ciclistas que trafegam pela região.
A todo momento, doações são realizadas pela população na ponte. (Foto: José Aldenir / Agora RN
Neste sábado, 4, a partir das 16 horas, o grupo “Cavaleiros do Bem”, que agora extrapola o universo evangélico, fará um grande evento na ponte. De acordo com o pastor Rubens Medeiros, um grande abraço será dado na ponte. Ele disse ainda que caravanas estão vindo do interior do Estado. “Muitas pessoas de diversas igrejas estão vindo para Natal, além de Estados próximos”, acrescentou Medeiros. No sábado, o trânsito ficará parado por três minutos nos dois sentidos para que seja dado o abraço.


Sentinelas acompanham todas as pessoas que sobem na ponte a pé. (Foto: José Aldenir / Agora RN)
Segundo Rubens Medeiros, a Polícia Militar e a Guarda Municipal têm dado um apoio importante na garantia da segurança, como também na ajuda com comida para o grupo que está acampado às margens da ponte no sentido das praias do litoral Norte. Como estes profissionais. “Muita gente também para de carro com donativos. Graças a Deus todos os dias chega comida e água. Estamos com sentinelas ficam 24 horas na ponte para evitar que mais pessoas tentem suicidar-se ”, disse ele.
O vereador de Natal Robson Carvalho (PMB) esteve no local com os “Cavaleiros do Bem” e disse que encaminhou dois ofícios – um para a prefeitura do Natal e outro para o governo do Estado – pedindo uma solução para o problema na ponte Newton Navarro. Para sair da mesmice política, Robson Carvalho informou que conseguiu aprovar uma emenda na ordem de R$ 100 mil, cujos recursos serão utilizados para colocar mais câmeras, telas e guaritas para haver vigilância permanente.
Vereador Robson Carvalho apresentou emenda que destina recursos para proteção na ponte. (Foto: José Aldenir / Agora RN)
A professora de educação física Leila Maia, fundadora do projeto Ponte da Vida, explicou que o poder público deve colocar placas por toda a ponte com mensagens de sensibilização para as pessoas que buscam tirar suas próprias vidas, como fizeram na Coreia do Sul e conseguir reduzir o índice de suicídios em 85%. Para Leila, o que não pode é esta realidade perdurar. “Já fizemos mobilizações e faremos muito mais. Os governos precisam agir na saúde pública”, destacou Leila Maia.
A reportagem do Agora RN entrou em contato com o Governo do Estado e assessoria de comunicação da Secretaria de Infraestrutura (Sin) explicou que, apesar da ponte ter sido construída pelo Estado, esta parte é de responsabilidade da prefeitura. “Tudo que for estrutural no sentido de realizar manutenção, a responsabilidade é da Sin, como determinou o Ministério Público em 2013”, disse a assessoria.
Pela prefeitura, o secretário municipal de Obras e Viação, Tomaz Pereira Neto, frisou que se fosse para colocar uma rede de proteção, essa ação não se restringiria à ponte. “Trata-se de uma estrutura do governo do Estado e, portanto, a responsabilidade é do governo. Se fosse da prefeitura, já teríamos tomado providência”, rebateu.    
Rádios comunicadores ajudam voluntários no trabalho. (Foto: José Aldenir / Agora RN)

Do Agora RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário