Páginas

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

CORREIOS E FUNCIONÁRIOS MANTÉM NEGOCIAÇÃO E SERVIÇOS FUNCIONAM NORMALMENTE


O vice-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST), ministro Renato de Lacerda Paiva, propôs a prorrogação dos termos do atual Acordo Coletivo de Trabalho (ACT) da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT). O prazo expirava nessa quarta-feira (31), mas foi estendido até o dia 31 de agosto. Além disso, para que as negociações prossigam, o ministro sugeriu ainda a suspensão da greve anunciada pela categoria para esta quinta-feira (1º).
A proposta contempla ainda a manutenção, pelo mesmo prazo, do plano de saúde para os pais dos empregados que se encontram em tratamento e os atendimentos de urgência e de emergência até 31 de agosto.
Ainda nessa quarta, assembleias da categoria em diversos estados e no Distrito Federal aprovaram a proposta do TST de continuidade das negociações e suspenderam a deflagração da greve. No entanto, os funcionários rejeitaram as propostas da empresa e aprovaram o estado de greve, situação de alerta em que é mantida a mobilização para uma possível paralisação. No RN, a decisão foi semelhante.


Em comunicado no site oficial nesta quinta-feira (1º), os Correios informaram que “todos os serviços estão sendo prestados normalmente em todo o Brasil e orientam os clientes a, em caso de dúvida, buscarem informações nos canais oficiais da empresa, pela internet ou ligando para a Central de Atendimento no 0800 725 0100″.

Nenhum comentário:

Postar um comentário