Páginas

sexta-feira, 30 de agosto de 2019

GOVERNO FEDERAL REDUZ PREVISÃO DO AUMENTO DO SALÁRIO MÍNIMO DE 2020

Foto: Marcelo Casall Júnior/ Agência Brasil
O Projeto de Lei Orçamentária (PLOA) de 2020 apresentado nesta sexta-feira (30), pelo Ministério da Economia, prevê o salário mínimo em R$ 1.039 em 2020. O valor fica em R$ 1 a menos do que o que foi aprovado na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para 2020, pela qual o salário passaria dos atuais R$ 998 para R$ 1.040 no próximo ano, com a correção do valor apenas pela inflação. Ou seja, sem aumento real no piso salarial.
A correção do salário mínimo prevista no PLOA considera apenas a inflação. Até o ano passado, a política de reajuste do salário mínimo considerava o crescimento do PIB, além da variação de preços.
O PLOA também estima redução no que estava previsto para o crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) na LDDO. Agora, a previsão é de que no próximo ano será de 2,17%. A projeção se refere à última estimativa oficial, feita pela pasta em julho. Na Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), a previsão ainda estava em 2,74%.


A estimativa da equipe econômica para a Selic média em 2020 é de 5,62% ao ano, ante 7,47% na LDO.
O PLOA também traz a projeção de um câmbio médio de R$ 3,79 no próximo ano, ante R$ 3,71 na LDO. A estimativa de alta da massa salarial nominal é de 6,28% em 2020 (era 6,86%).
Já a projeção da PLOA para a inflação medida pelo IPCA em 2020 é de 3,91%, ante 4,0% estimado na LDO.
Para o Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna (IGP-DI) de 2020, a previsão é de 4,10% na proposta de Orçamento, acima da anterior, de 4,01%.
***Com informações do Estadão Conteúdo

Nenhum comentário:

Postar um comentário