Páginas

quarta-feira, 27 de novembro de 2019

APÓS SER IMPEDIDA DE GRAVAR SEU PRONUNCIAMENTO, VEREADORA WEDNA MENDONÇA AFIRMA QUE "CÂMARA NÃO VEM TRABALHALHANDO DE FORMA DEMOCRÁTICA"

Vereadora do município de Passagem, RN (Foto/Facebbok)

Um ato antidemocrático aconteceu nesta terça-feira (26) na Câmara Municipal de Passagem, no Agreste Potiguar, e surpreendeu os moradores daquele município. Na oportunidade, a vereadora Wedna Mendonça utilizava a tribuna e enquanto fazia seu pronunciamento, o presidente do Poder Executivo Passagense, vereador mais conhecido por Setecentos encerrou a sessão pelo motivo do qual a fala da vereadora Wedna estaria sendo filmada.


De acordo com a vereadora, a referida filmagem teria sido solicitada ao presidente da casa, cumprindo assim o regimento interno onde gravações de imagens e  transmissão das sessões legislativas terá com  antecedência autorização da presidência. 


Mesmo sendo impedida a filmagem de seu pronunciamento, logo após a sessão a vereadora Wedna fez uma Live ao vivo ainda na parte interna da Câmara  para explicar o ocorrido, e assim pode levar sua fala ao povo de Passagem para dizer da situação caótica da saúde  na atual administração.


A vereadora afirmou que a atitude do presidente da casa de impedir a filmagem é inconstitucional, e que a Câmara Municipal de Passagem não vem trabalhando de forma democrática. Wedna  disse ainda que vai procurar as vias judiciais para ter o direito assegurado no que rege a Constituição Federal. 


Segundo informações o presidente encerrou a sessão e sem dar explicações do ato, se retirou da sessão acompanhado de outros parlamentares que fazem parte da base aliada do prefeito Tota Fagundes, enquanto a vereadora Wedna Mendonça proferia seu pronunciamento. 


A fala de Wedna foi decorrente de resposta as declarações da secretária municipal de saúde de Passagem, sobre denúncias feita pela parlamentar há aproximadamente 15 dias atrás. Em seu pronunciamento, Wedna reafirmou que a mesma foi procurada pela população onde disseram a ela a informação que funcionários da secretaria de saúde teria dito que exames de laboratórios estariam suspensos e que só voltaria a normalidade  em fevereiro de 2020. Relatando ainda problemas na saúde do município, a vereadora ainda comunicou ao povo de Passagem mais uma situação de caos, onde uma usuária do Diabetes informou que ao procurar por seringas no centro de saúde do município foi constatado que a unidade estaria sem os devido  insumo. 

Ao final, Wedna Mendonça afirmou do zelo que tem por sua terra e que está sempre a disposição da população Passagense.

Clique aqui para ver o pronunciamento da vereadora Wedna


Nenhum comentário:

Postar um comentário