Páginas

sexta-feira, 10 de janeiro de 2020

MEDICAMENTOS PARA DOENÇAS NEUROLÓGICAS ESTÃO EM FALTA NA UNICAT


A Sociedade de Neurologia do Rio Grande do Norte, com o apoio da Conselho Regional de Medicina do RN (Cremern) publicou uma nota de repúdio nesta sexta-feira, 10, realizando reclamações por causa da constante falta de medicamentos, que deveriam ser distribuídos para a população pelo Sistema Único de Saúde (SUS), na Unidade Central de Agentes Terapêuticos (Unicat).
Os portadores de doenças neurológicas, como Esclerose Múltipla, Alzheimer e Síndrome de Guillain Barré, sofrem pela falta de acesso gratuito ao medicamento. Situação que tem resultado em uma piora no estado da saúde dos pacientes. O maior uso de terapias adicionais, cancelamento ou adiamento de procedimentos são o reflexo disso, além dos riscos de sequelas e mortes dos portadores.
Em entrevista, o diretor da Unicat, Ralfo Albuquerque, informou que a situação deverá ser resolvida até o final do mês. “Esses medicamentos são adquiridos pelo Ministério da Saúde e distribuídos aos estados. Como ainda estão finalizando os processos de aquisição, pode até antecipar, ou atrasar. Mas eles dizem que até o final do mês estará regularizado”, afirmou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário