Páginas

sábado, 8 de fevereiro de 2020

SEBRAE ABRE SELEÇÃO DE EMPRESAS PARA PROGRAMA DE INOVAÇÃO NO RN


Empresas que têm faturamento anual de até R$ 4,8 milhões, com gestão bem estruturada e com potencial para inovar podem participar do Programa Agentes Locais de Inovação (ALI). O Sebrae no Rio Grande do Norte abriu o processo de seleção de novas empresas que serão atendidas no ciclo 2020 do programa.
As inscrições podem ser feitas até 31 de março em qualquer ponto de atendimento do Sebrae ou nos canais eletrônicos. O programa é inteiramente gratuito e o empreendedor recebe orientação in loco por oito meses. Maiores informações pelo telefone 0800 570 0800.
Podem se inscrever empresas da região metropolitana de Natal e de Mossoró, que já estão no mercado e com gestão bem estruturada, podendo ser Microempreendedor Individual (MEI), microempresa ou empresa de pequeno porte. Esse quinto ciclo começa em abril e até lá o Sebrae esperar selecionar ao todo 200 empresas para elevar o nível de inovação dessas organizações ao final. Em quatro ciclos, o programa ALI já atendeu 5,9 mil empresas de todas as regiões do Rio Grande do Norte.


O programa foi reformulado e, a partir deste ciclo, a atuação será somente focada na inovação, e por isso a empresa participante precisa ter uma gestão bem estruturada. “Na verdade, é como se fosse um novo programa, pois, antes a atuação era voltada também pra gestão da empresa. Nesta edição, o foco será totalmente voltado para a Inovação. Os empresários terão que pensar de forma ágil e com foco em Inovação. As empresas irão desmistificar que a Inovação e algo distante ou impossível de ser realizado”, poderá a gestora do programa, Algéria Varela.
O programa funciona com os Agentes Locais de Inovação, jovens graduados há até dez anos que são capacitados pelo Sebrae e supervisionados por um professor orientador  para aplicar a metodologia do programa nas empresas. O agente é o mediador e aplicador das metodologias de Gestão da Inovação, que tem 16 instrumentos de avalição.    Eles recebem uma bolsa do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) para atuarem como agentes e, ao final do ciclo, apresentam um artigo com estudo de caso de uma das empresas atendidas.
“O Sebrae espera que, com o programa ALI, as inovações aconteçam de forma gradual e que novos produtos e modelos de negócios surjam. Isso fortalecerá os pequenos negócios e desmistificará a ideia de que Inovação só é possível em grandes empresas, fomentando a cultura da inovação entre os pequenos negócios do estado”, diz Algéria Varela.S

Nenhum comentário:

Postar um comentário