Páginas

quarta-feira, 8 de abril de 2020

AGN LANÇA LINHA DE CRÉDITO PARA INCENTIVAR AGRICULTURA FAMILIAR DO RN DURANTE PANDEMIA DO CORONAVÍRUS

Pelo menos 30% dos alimentos comprados pelo Governo do RN têm que ter origem da agricultura familiar, diz lei — Foto: Sandro Menezes
Os produtores da agricultura familiar do Rio Grande do Norte passarão a ter uma linha de financiamento própria para incentivo à produção durante a crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Segundo o governo, a Agência de Fomento do RN vai operar a linha voltada exclusivamente para a agricultura familiar no estado. O financiamento é de até R$ 5 mil, com três meses de carência, e os usuários que pagarem as parcelas em dia terão os juros subsidiados. 

O instrumento foi criado em parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Rural e da Agricultura Familiar (Sedraf) e atenderá agricultores familiares de todas as regiões do estado que desenvolvam atividades produtivas vinculados a uma cooperativa, associação ou sindicato rural credenciado pelo governo. 

Eles precisam estar produzindo ou ter potencial de produção agropecuária para atender às demanda de compras governamentais através do Programa Estadual de Compras da Agricultura Familiar e Economia Solidária – Pecafes. Também é preciso estar cadastrado no Portal do Programa. 

De acordo com o governo, terão acesso inicialmente as famílias que estão cadastradas e fornecem ao Pecafes. A demanda deve vir através de representante do grupo (cooperativa, associação ou grupo informal) e pode ser encaminhada através do e-mail: lucivaldo.sedraf@gmail.com e telefone (Whatsapp): (84) 994075005 – Lucivaldo Vieira, assessor da Sedraf. 




Os interessados poderão solicitar financiamentos para investimentos ou investimentos associados à capital de giro no valor de até R$ 5 mil. Financiamentos apenas para custeio rural têm o limite de até R$ 3 mil. Além de três meses de carência, os produtores poderão financiar o crédito em até 12 meses. Os juros variam entre 1,5% e 1,7% ao mês. É necessário apresentação de avalista em operações individuais ou aval solidário para operações realizadas em grupo. 

Contudo, os beneficiários que cumprirem com as obrigações definidas em contrato, como o pagamento em dia das parcelas, por exemplo, terão um “bônus por adimplência”, ou seja, terão os juros da parcela quitada subsidiados pela própria Agência de Fomento. 

Para ter acesso a mais informações ou tirar dúvidas sobre documentação e condições de financiamento, o produtor rural pode entrar em contato com a AGN através de ligação ou Whatsapp pelos números 84 99136-1897/99640-0700 ou enviar um email para gerop@agnrn.com.br com o título "Linha de Crédito – Agricultura Familiar". 

De acordo com a diretora-presidente da AGN, Márcia Maia, ao investimento previsto é de R$ 1 milhão na economia rural do estado a partir desta nova linha do programa Microcrédito do Empreendedor Potiguar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário