Páginas

sexta-feira, 10 de abril de 2020

FÁTIMA DIZ QUE 'ESTAMOS PERTO DA TRAGÉDIA FINANCEIRA'


A governadora Fátima Bezerra (PT) afirmou que a queda da arrecadação própria do Rio Grande do Norte tem sido “brutal” e os Estados estão próximos de uma tragédia financeira, em decorrência da pandemia do novo coronavírus. “Estamos à beira de uma tragédia, do ponto de vista financeiro dos estados e do colapso da saúde”, destacou ela, ao participar de uma reunião virtual e ao vivo pelo Youtube, ontem, entre os governadores petista e a direção nacional do Partido dos Trabalhadores, que contou com o ex-presidente Lula e a ex-presidente Dilma Roussef, além do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad, que concorreu ao Palácio do Planalto, e a presidente do partido, Gleise Hoffman.
“Para responder ao drama que o povo está vivendo, é nossa obrigação e dever de pelo menos dar chance de as pessoas se tratarem e sobreviverem”, disse a governadora Fátima Bezerra, a respeito da necessidade do governo federal acelerar a liberação de recursos para os estados. “Daí a importância da bancada do PT com os demais partidos aprovarem, no Congresso Nacional, o programa emergencial de socorro aos estados, que não tem dinheiro dado a queda brutal do ICMS”, acrescentou ela, ao informar que os empresários no Rio Grande do Norte também estão pedindo a postergação de prazos para recolhimento de impostos.
Por isso, afirmou a governadora, “todo o esforço de sensibilizar a população e convocar sociedade e poderes, mas volta aquela discussão, não basta apenas um decreto, ainda mais no contexto que a autoridade máxima do país discorda, desse caminho adotado no mundo inteiro e preconizado pela ciência que é o isolamento e o distanciamento social”.
TRIBUNA DO NORTE

Nenhum comentário:

Postar um comentário