Páginas

sábado, 23 de maio de 2020

VIOLÊNCIA DISPARA NO RN DURANTE PANDEMIA: TENTATIVAS DE HOMICÍDIO CRESCEM 300%

Reprodução

Os casos de violência doméstica e as tentativas de homicídio cresceram durante o isolamento social no Rio Grande do Norte. No caso dos crimes contra a mulher, o aumento foi de 258,7%, enquanto que as ações criminosas contra a vida aumentaram 300%. As demais tipificações criminais reduziram 20,2% no RN e 9,9% em Natal. A conclusão de pesquisadores e especialistas em segurança pública é de que a dinâmica e o padrão dos índices de violência mudou com a pandemia. Os números fazem parte de um estudo do Observatório da Violência Letal e Intencional do Rio Grande do Norte (OBVIO/RN). A notícia é destaque na Tribuna do Norte.

A pesquisa fez um comparativo entre os dias 12 de março e 18 de maio de 2020 com o mesmo período do ano passado. O intervalo de dias analisado conjuga a decretação da pandemia de Covid-19 pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e a decretação, pelo Governo do Estado, do isolamento social como medida para conter o avanço da doença. Foram analisados 11 tipos de crimes: acidentes de trânsito; lesões corporais com ou sem mortes; intervenções policiais; tentativas de homicídios; latrocínios; feminicídios; homicídios dolosos e violência doméstica.

Confira resultado do levantamento abaixo.




Violência crescente
Período de comparação: 12 de março a 18 de maio

Tentativa de homicídio
2019: 12
2020: 48
300% de aumento

Violência doméstica
2019: 206
2020: 739
258,7% de aumento

Acidentes de trânsito com vítimas
2019: 72
2020: 81
12,5% de aumento

Acidentes de trânsito com vítimas
2019: 837
2020: 199
76,2% de queda

Lesões corporais sem morte
2019: 1.232
2020: 698
43,3% de queda

Homicídio doloso
2019: 208
2020: 244
17,3% de aumento

Feminicídio
2019: 4
2020: 3
25% de queda

Lesões corporais seguidas de morte
2019: 29
2020: 32
10,3% de aumento

Latrocínios
2019: 7
2020: 18
10,3% de aumento

Intervenções policiais
2019: 21
2020: 31
47,6% de aumento

Suicídios
2019: 41
2020: 44
7,3% de aumento
Fonte: Tribuna do Norte
Fonte: Portal Grande Ponto

Nenhum comentário:

Postar um comentário