Páginas

terça-feira, 30 de junho de 2020

SANCIONADA LEI QUE GARANTE R$ 1,5 BILHÃO PARA MUNICÍPIOS APLICAREM NA CULTURA; SANTO ANTÔNIO RECEBERÁ MAIS DE R$190 MIL


Mais uma conquista aos cofres municipais fruto do trabalho da Confederação Nacional de Municípios (CNM)! Foi sancionada nesta segunda-feira, 29 de junho, a Lei 14.017/2020 que dispõe sobre ações emergenciais destinadas ao setor cultural a serem adotadas durante o estado de calamidade pública. A medida, denominada de Lei de Emergência Cultural Aldir Blanc, foi bastante comemorada pela CNM que teve participação ativa desde a tramitação do projeto de lei no Congresso Nacional, até a sanção.
Com a lei, fica assegurado o valor total de R$ 3 bilhões a serem divididos de forma igualitária entre Estados e Municípios. Sendo assim, os 5.568 Municípios brasileiros receberão R$ 1,5 bilhão a serem distribuídos em ações como renda emergencial aos trabalhadores da cultura.
Entre outras ações, o repasse deve contemplar também subsídio para manutenção de espaços artísticos e culturais, microempresas e pequenas empresas culturais, organizações culturais comunitárias, cooperativas e instituições culturais; além de editais, chamadas públicas, prêmios, aquisição de bens e serviços vinculados ao setor cultural e outros instrumentos destinados à manutenção de agentes, de espaços, de iniciativas, de cursos, entre outros. 
Em Santo Antônio, segundo estimativas da Confederação Nacional dos Municípios (CNM), o município deverá receber R$ 197.843,84 para ser gasto com a cultura Santo-antoniense. Profissionais e setores em geral da Cultura de Santo Antônio,  espera que o prefeito Josimar Ferreira possa com o uso desse recurso aplica-lo o quanto antes nas necessidades que a Cultura cidade atravessa com o atual cenário de pandemia.
Confira quanto Estados e Municípios vão receber com o repasse para a área.



Nenhum comentário:

Postar um comentário