Páginas

quinta-feira, 23 de julho de 2020

COMÉRCIO ONLINE CRESCE 416% NO RN; EMPRESAS SE ADAPTAM A NOVA REALIDADE



Um novo comércio deve ser encontrado pelo consumidor natalense neste período de retorno progressivo das atividades econômicas. O conceito do "novo normal" prevê muito mais do que apenas empresas seguindo rigorosos protocolos sanitários. O isolamento social reforçou a tendência do consumidor mais tecnológico, que busca conforto, agilidade e segurança para fazer as suas compras. Empresas que investiram no período já começam a colher os frutos de sair na frente. No Rio Grande do Norte, o crescimento foi de 416% de acordo com o estudo "E-commerce na Pandemia", realizado pela plataforma Nuvemshop.

O RN apresentou o segundo maior crescimento do Brasil no setor.  Além disso, foi o estado que apresentou o maior crescimento em número de lojas, sendo ele de 400%. Para especialistas da área, o novo cenário é irreversível. "Essa é uma tendência que já acontecia no Brasil e em todas as partes do mundo. O consumidor está sempre buscando ferramentas que possam deixar o seu dia a dia mais prático. É preciso atender todos os perfis de clientes, oferecendo várias opções para ele. A pandemia apenas reforçou, especialmente no cliente mais tradicional, essa tendência nesse novo cliente que já estava ocorrendo de comprar por delivery, por meio de sites e aplicativos", destaca Felipe Gilberto, especialista em T.I.

O varejo tradicional também está vivendo essa nova realidade. "A gente iniciou esses investimentos há alguns anos. Mesmo atuando em um comércio tradicional, como é o segmento de supermercados, entendemos que precisamos oferecer todas as opções para o nosso cliente. Antes mesmo da pandemia, já tínhamos aplicativos, delivery e mais recente lançamos o nosso próprio e-commerce. Já vivíamos uma curva crescente nessa tendência, que foi acelerada com o período da pandemia", explica Vinícius Gama, diretor comercial do Favorito Supermercados.



O investimento em aplicativos e sites próprios pode gerar resultados ainda mais expressivos para as empresas. "Isso demonstra que a empresa quer oferecer para o seu cliente uma experiência personalizada, pensada especialmente para ele. O ideal é que as empresas estejam em todas as plataformas, tanto nas tradicionais como Ifood, como também nos seus endereços próprios", aponta Felipe.

As vendas pela internet acabam com as limitações geográficas das lojas. "Temos nove lojas, em cinco municípios. Boa parte dos clientes das lojas físicas moram no próprio bairro ou em bairros próximos. Com as plataformas online, conseguimos chegar em qualquer lugar, atendendo nossos clientes que moram em todas as localidades. Com a internet, não existe nenhuma limitação, podemos chegar em qualquer local, com a mesma qualidade de serviço e produtos. O importante é mantermos um alto padrão, seja na loja física ou para o cliente do online", avalia Vinícius Gama.


Fonte: Portal Grande Ponto

Nenhum comentário:

Postar um comentário