Páginas

sábado, 22 de agosto de 2020

RN VOLTA A GERAR EMPREGOS E FECHA JULHO COM SALDO POSITIVO DE 1 MIL VAGAS COM CARTEIRA ASSINADA


Apesar de ainda sentir na economia os impactos provocados pela pandemia do novo coronavírus, o Rio Grande do Norte abriu em julho mais de 1 mil postos de trabalho com carteira assinada, segundo dados divulgados nesta sexta-feira 21 pelo Ministério da Economia.

De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), é a segunda vez neste ano que o Estado termina um mês com saldo positivo na geração de empregos. O primeiro foi junho, quando foram criadas 1.746 vagas no mercado formal.

No mês passado, segundo o Caged, foram 9.701 contratações e 8.540 demissões. Com isso, o RN teve um saldo positivo de 1.161 vagas de emprego.



O resultado do Rio Grande do Norte seguiu a tendência da região Nordeste e do País. Em todo o

Brasil, aponta o Caged, foram abertos no mês passado 131.010 postos de trabalho com carteira assinada. Foi a primeira vez no ano que o País registrou um resultado positivo decorrente da diferença entre contratações e demissões. O resultado surpreendeu, já que o mercado esperava um saldo positivo de aproximadamente 25 mil vagas.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, comemorou o primeiro resultado positivo no mercado de trabalho formal desde o início da pandemia de Covid-19.

“A criação de vagas de empregos em julho é notícia extraordinária e mostra que retomamos o ritmo de criação de empregos. O resultado do Caged confirma a nossa hipótese de trabalho de que Brasil iria cair menos do que era previsto pelo mercado. As revisões das projeções estão confirmando que

PIB brasileiro deve cair cerca de 4% neste ano”, afirmou.
No acumulado dos sete primeiros meses do ano, ainda segundo informações do Ministério da Economia, as demissões superaram as contratações em 1,092 milhão de empregos formais.

No Nordeste, foi registrado um saldo positivo de 22,6 mil vagas, decorrente de 134,7 mil contratações e 112 mil demissões. Apenas um estado registrou saldo negativo: Sergipe, que fechou 804 vagas no mercado formal.

Voltando ao Rio Grande do Norte, o resultado positivo foi puxado principalmente pelo setor da agricultura, pecuária e pesca. Segundo o Caged, foram 1.168 vagas abertas no segmento, resultado melhor que os da construção (+ 518), comércio (+ 59) e serviços (+ 40). A indústria teve saldo negativo, de – 624 vagas.

Mesmo com os resultados de junho e julho, o Estado ainda segue com saldo negativo no acumulado do ano. Somando todos os sete meses do ano, o RN fechou 15.057 empregos com carteira assinada, resultantes de 82.239 demissões e 67.182 contratações.

Emprego no RN – 2020
Janeiro: – 1.734
Fevereiro: – 2.639
Março: – 1.874
Abril: – 8.303
Maio: – 3.027
Junho: + 1.746
Julho: + 1.161
Saldo no ano: – 14.670
Saldo no ano com ajuste: – 15.057

Nenhum comentário:

Postar um comentário