Páginas

sexta-feira, 30 de outubro de 2020

A CANETA BIC É MINHA, DIZ BOLSONARO SOBRE COMPRA DE VACINA DA CHINA

 


A caneta Bic é minha”, armou o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na tarde desta sexta-feira (30) ao R7 sobre a possível compra pelo governo federal da vacina chinesa contra a Covid-19.

A armação de Bolsonaro ocorre após o vice-presidente da República, Hamilton Mourão (PRTB), armar que “é lógico” que o governo brasileiro comprará a Coronavac, vacina feita pelo laboratório chinês Sinovac em parceria com o Instituto Butantan.

A Coronavac tem sido alvo do debate entre Bolsonaro e seu adversário político, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB). Numa reunião com governadores, o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, havia dito que o governo brasileiro iria usar a vacina no SUS (Sistema Único de Saúde), mas foi desautorizado por Bolsonaro.

O presidente disse que não seria feito investimento numa vacina que não foi aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). O órgão liberou, contudo, nesta quarta-feira (28), a importação da matéria prima necessária para fabricação das primeiras doses da vacina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário