Páginas

quarta-feira, 18 de novembro de 2020

CADE APROVA VENDA DA LIQUIGÁS COM RESTRIÇÕES; NEGÓCIO MOVIMENTOU R$ 3,7 BILHÕES

 

Foto: Agência Petrobras


O Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) aprovou com restrições, nesta 4ª feira (18.nov.2020), a venda da Liquigás, subsidiária da Petrobras e líder no mercado nacional de distribuição de gás de cozinha. A decisão foi unânime.

O negócio envolveu 3 atos de concentração distintos, autorizados mediante assinatura de ACC (Acordo em Controle de Concentrações). A medida serve para evitar concentração no mercado. O negócio abrange 3 operações distintas envolvendo as empresas CopagazItaúsaNacional Gás Butano e Fogás. Foi anunciado no fim do ano passado e movimentou R$ 3,7 bilhões.

As empresas informaram ao Cade que a Copagaz passará a ser a nova controladora da Liquigás, junto com a Itaúsa – que deterá de 45% a 49,99% do capital social e votante da Copagaz. Já a participação da NGB e da Fogás no negócio, segundo as requerentes, teria como objetivo solucionar possíveis preocupações concorrenciais observadas em alguns estados brasileiros.

A estrutura do mercado brasileiro de distribuição de GLP consiste em 1 oligopólio formado por 4 empresas: Liquigas, Ultragaz, NGB e Supergasbras. Segundo o Cade, elas dominam cerca de 80% do setor há mais de uma década.

Poder 360

Nenhum comentário:

Postar um comentário