Páginas

sábado, 19 de dezembro de 2020

INTERNOS DA CADEIA DE NOVA CRUZ FAZEM TESTES DE HIV E SÍFILIS

 

ASCON/SEAP

A Secretaria da Administração Penitenciária (SEAP), através da Secretaria Estadual de Saúde (SESAP), Secretaria Municipal de Saúde de Nova Cruz e equipe de Saúde Prisional, realizaram esta semana testes rápidos para HIV e Sífilis nos internos da Cadeia Nominando Gomes da Silva. A ação faz parte do “Dezembro Vermelho”, uma campanha nacional de mobilização contra a Aids e doenças sexualmente transmissíveis.

A campanha foi instituída pela Lei nº 13.504/2017 e marca uma grande mobilização nacional, chamando a atenção para a prevenção, a assistência, tratamento precoce e a proteção dos direitos das pessoas infectadas com o HIV e IST (infecções sexualmente transmissíveis). O objetivo é reforçar a solidariedade, a tolerância, a compaixão e a compreensão com portadores de AIDS.

O diretor da Cadeia Pública de Nova Cruz, João Paulo, explicou que foram realizados 96 testes para detecção de HIV e sífilis e, na próxima segunda-feira, dia 21, outras 90 pessoas privadas de liberdade passarão pelos exames. A ação contou com a presença de toda equipe de Saúde Prisional da Cadeia Pública e foi acompanhada pela coordenadora Estadual de Saúde Prisional,  Goretti Meneses; pelo secretário Municipal de Saúde, Thiago Cassimiro; além de representantes de instituições municipais. Goretti Meneses ressaltou que a campanha é de extrema importância dentro das estratégias de Saúde prisional para se ter o tratamento das doenças infectocontagiosas comuns ao ambiente prisional.



Outras unidades que estão realizando testagem em massa dos internos são a Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, onde 600 privados de liberdade já foram testados e a Cadeia Pública Dinorá Simas, em Ceará-Mirim, que iniciará os testes na próxima semana. Até o final de dezembro, todos os 1.577 internos de Alcaçuz passarão pelos exames. O presídio tem 12 pacientes com HIV assistidos pela equipe de Saúde Prisional e nenhum com sífilis. A SEAP também realiza testes e exames na consulta feita pelas equipes de Saúde Prisional na entrada de presos que ingressam no sistema prisional.

A sífilis é uma infecção sexualmente transmissível causada pela bactéria Treponema pallidum. É curável com o uso de antibióticos e exclusiva do ser humano. O HIV é a sigla em inglês do vírus da imunodeficiência humana. Causador da AIDS, ataca o sistema imunológico. Não existe cura para a AIDS, mas uma adesão aos regimes antirretrovirais pode retardar significativamente o progresso da doença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário