O melhor site de apostas!

O melhor site de apostas!
Clique na imagem e vá direto ao site.

MP ELEITORAL PEDE CASSAÇÃO DO PREFEITO ELEITO DE MOSSORÓ; ENTENDA

 

DIVULGAÇÃO 

O Ministério Público Eleitoral entrou com uma Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE) pedindo a cassação do registro de candidatura do prefeito eleito Allyson Bezerra (SD) bem como a decretação da perda de seus direitos políticos por oito anos. Por coincidência ele foi acionando ontem, dia em que foi diplomado. As informações são do Blog do Barreto.

A alegação é que durante a pré-campanha o deputado estadual utilizou a estrutura da verba de gabinete da Assembleia Legislativa para se promover eleitoralmente.

Durante a campanha eleitoral, lembra o MP, o então candidato a prefeito foi multado em R$ 5 mil por propaganda eleitoral extemporânea usando posts patrocinados no Facebook e Instagram.

A investigação identificou que as postagens foram realizadas a partir do Gabinete do deputado em Mossoró, localizado na Rua Pedro Velho, 275, Santo Antônio, Mossoró.


O MP Eleitoral chegou ao endereço a partir de respostas dadas pelos provedores de Internet TCM Telecom e Brisanet.

A AIJE argumenta que Allyson usou a estrutura do Gabinete de Deputado Estadual para desequilibrar o pleito.

A gravidade da conduta é manifesta. Diversos dispositivos constitucionais e legais foram violados com o objetivo de promover, antecipadamente e/ou com a estrutura estatal, o então deputado estadual e vencedor da disputa eleitoral para o cargo de prefeito municipal de Mossoró, desequilibrando as condições de igualdade e legitimidade que devem permear durante toda a campanha eleitoral. Com efeito, observa-se que a parte da campanha eleitoral digital feita pelo primeiro investigado Allyson Bezerra utilizou a estrutura estatal de seu gabinete de Deputado Estadual, sediado em Mossoró, na rua Pedro Velho, 275, Santo Antônio, Mossoró, conforme demonstrado acima. De fato, colhem-se das postagens feitas (e acima demonstradas) que o primeiro investigado, desde a pré-campanha eleitoral, usou a estrutura administrativa de seu gabinete, custeado, ao que parece, com recursos públicos advindos da verba de gabinete, permanecendo essa conduta grave, censurável e desequilibradora do pleito eleitoral, durante a campanha propriamente dita.

A ação é movida pelo promotor Hermínio Souza Perez Júnior e será julgada pela juíza da 33ª Zona Eleitoral Giulliana Silveira de Souza.


Com informações do Agora RN 


Comentários

LOJA PARCEIRA DO BLOG

LOJA PARCEIRA DO BLOG

Notícias mais lidas na semana.

CENTRAIS DO CIDADÃO REABREM NA SEGUNDA-FEIRA (26) PARA EMISSÃO DE CARTEIRA DE IDENTIDADE NO RN

PREFEITURA INTENSIFICA AÇÕES NA SAÚDE COM DRIVE THRU PARA VACINAR POPULAÇÃO NOVA-CRUZENSE

MAIS DE 80% DA POPULAÇÃO DO RN CONTINUA EM ZONAS DE ALERTA PARA COVID-19, SANTO ANTÔNIO ENTRE OS 20 MUNICÍPIOS EM PIOR SITUAÇÃO; APONTA RELATÓRIO

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO
ESCOLINHA PARCEIRA DO BLOG

Postagens mais visitadas deste blog

JOVEM PASTORA E EMPRESÁRIA NAYARA BEZERRA, FAZ DOAÇÃO DE UMA CASA PRÓPRIA PARA UMA FAMÍLIA EM SANTO ANTÔNIO-RN

TUDO EM CASA, EM UMA GRANDE FAMÍLIA: PREFEITO DE PASSAGEM (RN) FAZ FARRA DE NOMEAÇÕES FAMILIARES EM SUA GESTÃO

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%