Páginas

sábado, 9 de janeiro de 2021

CADEIA DE CEARÁ-MIRIM DOBRA OS ATENDIMENTOS EM SAÚDE PRISIONAL



A Cadeia Pública Dinorá Simas, em Ceará-Mirim, dobrou o número de atendimentos de saúde realizados no mês de dezembro, da média de 300 nos meses anteriores, para mais de 600. E ampliou os exames e testagem dos presos que ingressam no estabelecimento penal. É comum a unidade, que é porta de entrada do sistema prisional da Grande Natal, receber presos doentes, operados e até mesmo cirurgiados por ferimento de arma de fogo.

Além dessa avaliação e acompanhamento dos novos presos, a Cadeia de Ceará-Mirim está realizando testagem para doenças infectocontagiosas e sexualmente transmissíveis como sífilis, HIV e hepatite em toda população carcerária. “Fizemos uma triagem completa nos pavilhões, acompanhando a equipe de saúde prisional, para levar o atendimento médico aos presos com alguma enfermidade, evitando assim que o quadro de saúde se agrave. De outubro para dezembro tivemos um aumento de 112% nos atendimentos”, explicou o policial penal.


Nenhum comentário:

Postar um comentário