O melhor site de apostas!

O melhor site de apostas!
Clique na imagem e vá direto ao site.

BAND APROVEITA DESISTÊNCIA DA GLOBO E FECHA ACORDO PARA TRANSMISSÃO DA F-1 POR DOIS ANOS

 

Foto: Red Bull Content Poo

A Band vai transmitir o Mundial de Fórmula 1 nas temporadas 2021 e 2022. Na esteira da desistência do Grupo Globo em manter na sua grade a principal categoria do automobilismo depois de longas negociações com o Liberty Media, a emissora sediada no Morumbi, em São Paulo, adquiriu os direitos de transmissão do Mundial pelos próximos dois anos. A informação foi dada primeiramente pelo jornalista Flávio Ricco nesta sexta-feira (5) e, em seguida, pelo site Máquina do Esporte, assinado pelo jornalista Erich Beting, e confirmada pelo GRANDE PRÊMIO. É questão de tempo para que o acordo seja oficializado pelas duas partes.

Trata-se de um retorno da Band às transmissões do Mundial. Em 1980, a emissora paulista foi a primeira a transmitir ao vivo e na íntegra uma temporada completa da Fórmula 1. A partir de 1981, e de forma ininterrupta, a Globo tornou-se a detentora dos direitos de transmissão do campeonato. O último acordo vigorou até o fim de 2020 e não foi renovado.

Na noite da última quinta-feira, a Globo informou ao GRANDE PRÊMIO, em comunicado, que não chegou a um acordo com o Liberty Media e, portanto, não vai transmitir a F1 pela primeira vez em 40 anos.

“A Globo manteve negociações constantes com a FOM/Liberty Media sobre a renovação dos direitos da Fórmula 1, sempre considerando a nova realidade mundial dos direitos esportivos. Infelizmente não houve acordo. A Globo continuará a fazer a cobertura da categoria em suas plataformas para manter o fã do esporte informado sobre tudo o que acontece no mundo do automobilismo”, informou a emissora carioca.


Trata-se da segunda desistência da Globo em transmitir a Fórmula 1. A primeira havia sido oficialmente comunicada em agosto e tinha os mesmos motes de agora: as altas cifras cobradas pela FOM/Liberty Media, que chegavam a US$ 22 milhões (cerca de R$ 120 milhões na cotação de hoje).

A partir de então, deu-se uma corrida pelo ouro da Fórmula 1. Foram tempos em que até a TV Cultura mostrou interesse em passar a categoria. A Disney, que transmite o campeonato na América Latina toda, quis abraçar a causa, mas tinha ciência de que, sozinha, não conseguiria e que o Liberty Media buscava uma emissora em TV aberta.

Em meados de dezembro, a Disney anunciou que havia encerrado as negociações por entender que não era financeiramente viável. A emissora que detém os canais ESPN e FOX Sports tentava uma parceria com o SBT.

Com os meses de indefinição, a Globo voltou à mesa de negociações em novembro para manter o campeonato em sua programação na temporada 2021 a pedido de Chase Carey, que ocupava o posto de chefão da Fórmula 1 até o fim do ano passado antes de dar espaço ao italiano Stefano Domenicali.

Carey foi o responsável por todo o imbróglio que ajudou a tirar a Globo, em um primeiro momento, da transmissão da categoria e dar força para a Rio Motorsports. Quando notou que não sairia autódromo nem dinheiro garantindo o acordo para os direitos de TV, entrou em contato pessoalmente com a prefeitura de São Paulo para reatar a parceria com Interlagos e pedir que a Globo considerasse uma nova proposta.

A Globo, então, fez uma oferta menor que os US$ 20 milhões (R$ 108,4 milhões na cotação de hoje) então propostos inicialmente, soube o GRANDE PRÊMIO. Liberty Media/FOM fizeram uma contraproposta. As negociações ficaram paralisadas por um tempo em virtude da virada de ano e foram retomadas em janeiro. A 50 dias do início previsto da temporada no Bahrein, veio a notícia da desistência da emissora.

Em novembro, a Globo perdeu os direitos da Stock Car para a Bandeirantes, que adicionou a principal categoria do automobilismo brasileiro no seu portfólio, cada vez mais encorpado depois que a emissora do Morumbi voltou a exibir o Show de Esporte, programa recheado de transmissões esportivas ao vivo e que fez da Band referência nos anos 1980 e 1990, tendo Luciano do Valle no comando à época.

Para sua nova incursão no automobilismo, que reúne também as transmissões da Indy, a Band adicionou aos seus quadros o jornalista Reginaldo Leme, companheiro de transmissão de Galvão Bueno em 40 anos na Globo.

A F1, internamente, tinha compreensão de que só a Globo teria condições estruturais e financeiras de exibir as corridas em TV aberta. O Brasil é o maior mercado do mundo em termos de audiência.

Além da Band, a Fórmula 1 vai oferecer como opção ao fã brasileiro a F1 TV Pro, serviço via streaming que, na sua versão completa, vai estar disponível ao público do país pela primeira vez a partir desta temporada.

Grande Prêmio – Lance

Comentários

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO
ESCOLINHA PARCEIRA DO BLOG

Postagens mais visitadas deste blog

JOVEM PASTORA E EMPRESÁRIA NAYARA BEZERRA, FAZ DOAÇÃO DE UMA CASA PRÓPRIA PARA UMA FAMÍLIA EM SANTO ANTÔNIO-RN

JOVEM EMPRESÁRIA FAZ DOAÇÕES DE CESTAS BÁSICAS PARA FAMÍLIAS CARENTES DA CIDADE DE SANTO ANTÔNIO/RN

TUDO EM CASA, EM UMA GRANDE FAMÍLIA: PREFEITO DE PASSAGEM (RN) FAZ FARRA DE NOMEAÇÕES FAMILIARES EM SUA GESTÃO