BANCÁRIOS REALIZAM PARALIZAÇÃO DE 24 HORAS EM AGÊNCIAS DA CAIXA ECONÔMICA EM PROTESTO DE ABERTURA DE CAPITAL DA CAIXA SEGURIDADE

 


Os funcionários da Caixa Econômica Federal realizam paralisação de 24 horas a partir desta terça-feira, 27. O estado de greve anunciado pelo Sindicado dos Bancários é motivado, principalmente, pela abertura de capital da Caixa Seguridade, que deve acontecer no dia 29 de abril, próxima quinta-feira. Os representantes da categoria defendem a manutenção da instituição “100% pública” e pedem pela contratação de mais empregados, especialmente os candidatos aprovados no concurso de 2014. Além disso, eles reivindicam o pagamento integral da PLR Social, pedem maior proteção contra a Covid-19 e a inclusão dos funcionários nos grupos prioritários para a vacinação contra a doença. “Estamos fechando um dia para continuarmos abertos no futuro”, diz cartaz da mobilização. A interrupção das atividades bancárias vale para agências de todo o país, bem como para funcionários que estão em trabalho remoto.

Em nota, o Sindicato dos Bancários afirmou que a greve também acontece em protesto “contra os sucessivos ataques do governo Bolsonaro aos trabalhadores e ao banco”. Em entrevista à Jovem Pan, o diretor do Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região e funcionário da Caixa, Dionísio Reis, afirmou que a paralisação buscar denunciar o IPO da Caixa Seguridade que, segundo ele, representa a privatização do banco. “Isso vai reduzir a rentabilidade, dando espaço para o desmonte do banco, com redução de empregados, fechamento de agências, redução da estrutura. Vai ser usado depois como argumento [para a privatização] a baixa rentabilidade do banco. Hoje, a Caixa é um banco altamente lucrativo, tem dado lucro todos os anos”, afirmou.

O presidente do Sindicado dos Bancários de Belo Horizonte e Região, Ramon Peres, também reforçou o desmonte do banco e falou sobre “os ataques da equipe do governo federal aos bancários”, citando o ministro da Economia, Paulo Guedes, e o próprio presidente da Caixa, Pedro Guimarães. “A gente tem visto movimento do governo federal em sucatecar a Caixa para que ela seja privatizada, dando, inclusive, uma rasteira no Congresso Nacional e na legislação, que só permite a privatização do banco público se for aprovado no Congresso e no Senado. Mas o Pedro Guimarães junto com o governo federal tem feito esse sucateamento para que a Caixa seja entregue ao capital privado”, reforçou, destacando que a paralisação é em defesa “da Caixa como banco importante para economia brasileira.”

A previsão é que a paralisação aconteça apenas nesta terça-feira. Segundo Dionísio Reis, a mobilização conta com “variáveis níveis de adesão dos funcionários”, com índice médio entre 30 a 40% de participação. A categoria espera que o estado de greve seja efetivo para interromper o processo de IPO da Caixa Seguridade, assim como atender às demandas da categoria. Caso contrários, novas paralisações podem acontecer. “É uma luta por contratações, melhores condições de atendimento à população, vacinação já. Os bancários que estão na linha de frente, no ano passado, pagaram mais de 120 milhões de brasileiros só pelo auxílio emergencial, sem falar no Fundo de Garantia e no Bolsa Família. Estamos cobrando essa prioridade, vacinação para todos e o reconhecimento no trabalho dos empregados.”

Jovem Pan

Comentários

Notícias mais lidas na semana.

DE UM LEITOR DO BLOG: O VERDADEIRO APAGÃO EDUCACIONAL EM SANTO ANTÔNIO-RN

MUITA OUSADIA: AO SE PASSAR POR CLIENTE DE UMA LOJA, MULHER FURTA PEÇAS DE ROUPAS EM SANTO ANTÔNIO-RN; VEJA VÍDEOS

EVENTO DO ANO: GRANDE TORNEIO DE SINUCA EM SANTO ANTÔNIO CONTARÁ COM MAIORES JOGADORES DA PB E DO RN; VEJA DATAS

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO
ESCOLINHA PARCEIRA DO BLOG

Postagens mais visitadas deste blog

JOVEM PASTORA E EMPRESÁRIA NAYARA BEZERRA, FAZ DOAÇÃO DE UMA CASA PRÓPRIA PARA UMA FAMÍLIA EM SANTO ANTÔNIO-RN

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

TUDO EM CASA, EM UMA GRANDE FAMÍLIA: PREFEITO DE PASSAGEM (RN) FAZ FARRA DE NOMEAÇÕES FAMILIARES EM SUA GESTÃO