O melhor site de apostas!

O melhor site de apostas!
Clique na imagem e vá direto ao site.

PASSEIOS TURÍSTICOS NO RN DESABAM 70% COM MEDIDAS RESTRITIVAS NA PANDEMIA

 

REPRODUÇÃO

O setor de Comércio, Serviços e Turismo é responsável, segundo o Sistema Fecomércio, por cerca de 65% do PIB do Estado. São mais de cinquenta atividades que tem relação com essa cadeia produtiva, considerada a “indústria” que mais gera emprego e renda para a população economicamente ativa.

Mas os números do último ano não são nada animadores. De acordo com pesquisa realizada pelo SINDETUR-RN, Sindicato das Empresas de Turismo do Rio Grande do Norte, o segmento registrou uma queda de 70,77% no número de passeios realizados entre Abril/2020 e Março de 2021, em comparação ao período anterior à pandemia. A notícia é destaque no portal Agora RN.

“A pesquisa foi realizada entre as principais empresas de receptivos e passeios turísticos do estado, que representam 80% do mercado”, explicou Júnior Câmara, presidente do SINDETUR-RN. “O dado preocupa, o reflexo é muito forte nos municípios que recebem diariamente os turistas de “bate e volta” e existem diversos serviços relacionados, como passeios de barco, quadriciclos, buggy, restaurantes, barracas de praia, lojas de artesanato e ambulantes, que também estão sofrem com essa queda do fluxo de passageiros. A cadeia de atividades que depende destes turistas é enorme”, explica.

As empresas de passeios não são as únicas que constataram a grande queda no movimento. Com a diminuição no número de voos diários para o Estado, os taxistas também relatam prejuízos. Numa cooperativa de taxis que atua no aeroporto com 120 veículos credenciados, alguns profissionais precisaram mudar de ocupação para garantir o sustento.

“Nós dependemos do turismo, dependemos de ter turista na cidade e não somente os taxistas. É o hotel, o restaurante, o trabalhador que vende água de coco na praia. E nós estamos dentro desse contexto. Tenho colegas que precisaram sair do taxi e arrumar outro meio de vida porque só o taxi só não dá para manter a família e pagar as contas”, lamenta Rogério Azevedo, presidente da COOPCON.

“Já tivemos excelentes momentos em que fazíamos 8 corridas diárias. Começou a cair, 4, 3 por dia, mesmo com os voos internacionais, mas isso foi diminuindo progressivamente. Antes da pandemia chegamos a ter 4 mil corridas/mês. No último ano tivemos mês com 186 corridas”, detalha Azevedo.

Fonte: Agora RN


Comentários

Notícias mais lidas na semana.

DISPENSA DE LICITAÇÃO MILIONÁRIA PELA PREFEITURA DE GOIANINHA/RN PARA LIMPEZA PÚBLICA

SANTO ANTÔNIO (RN): VEREADORA MARIZETHE SOLICITA DA PREFEITURA MEDIDAS PARA MELHORIAS DE ABASTECIMENTO DE ÁGUA NA COMUNIDADE DE REDENÇÃO

EM NOVA CRUZ, PREFEITO FLAVIO DE BEROI PARTICIPA DA ENTREGA DE KITS DE ALIMENTAÇÃO ESCOLAR PARA REDE MUNICIPAL DE ENSINO

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO
ESCOLINHA PARCEIRA DO BLOG

Postagens mais visitadas deste blog

JOVEM PASTORA E EMPRESÁRIA NAYARA BEZERRA, FAZ DOAÇÃO DE UMA CASA PRÓPRIA PARA UMA FAMÍLIA EM SANTO ANTÔNIO-RN

TUDO EM CASA, EM UMA GRANDE FAMÍLIA: PREFEITO DE PASSAGEM (RN) FAZ FARRA DE NOMEAÇÕES FAMILIARES EM SUA GESTÃO

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%