EXECUTIVA NACIONAL DO PROS DECIDE RETIRAR CANDIDATURA DE PABLO MARÇAL E VAI APOIAR LULA

Imagem
  A nova executiva nacional do Pros (Partido Republicano da Ordem Social) se reuniu nesta segunda-feira (15) e decidiu, por unanimidade, retirar a candidatura presidencial do coach motivacional Pablo Marçal e apoiar Luiz Inácio Lula da Silva (PT). Caso isso se confirme, o petista chegará a dez partidos em seu entorno, igualando o recorde histórico de Dilma Rousseff em 2010. Conseguirá também aumentar em alguns segundos seu tempo de propaganda no rádio e na TV, que já é o maior. O Pros passa por uma disputa interna de poder que já envolveu várias decisões judiciais que ora colocam uma ala no comando, ora outra. Na última, o ministro do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) Ricardo Lewandowski concedeu liminar, no último dia 5, devolvendo o comando do partido ao seu fundador, Eurípedes Jr. A decisão foi referendada pelo plenário do TSE, por 4 votos a 3. Até então, o presidente era Marcus Holanda, que havia bancado a candidatura presidencial de Marçal. Com informações da Folha de S. Paulo

DECISÃO DO STF PODE AUMENTAR O VALOR DE APOSENTADORIAS PAGAS PELO INSS ; ENTENDA

 

REPRODUÇÃO

Supremo Tribunal Federal (STF) inicia nesta sexta-feira, 4, o julgamento da chamada “revisão da vida toda”, que poderá influenciar no aumento do valor de aposentadorias e pensões pagas pelo Instituto Nacional de Segurança Social (INSS). A regra, criada em 1999, determina que o cálculo só pode abranger salários pagos a partir de julho de 1994, quando o Plano Real entrou em vigor. No entanto, milhões de brasileiros entraram na Justiça pedindo a revisão da equação para incluir as contribuições anteriores. Caso a medida seja aprovada pela Corte, o INSS terá que readequar os pagamentos com o adicional dos valores antigos. O julgamento será feito de forma virtual e deve se estender até a próxima sexta-feira,

A advogada Priscila Arraes Reino, especialista em direito previdenciário e trabalhista, afirma que a decisão servirá para todos que buscaram judicialmente ou têm direito a revisão dos pagamentos. Pode ser beneficiado quem protocolou o pedido de aposentadoria entre 29 de novembro de 1999 e 12 de novembro de 2019, recebeu o primeiro pagamento do benefício nos últimos 10 anos e começou a contribuir com o INSS antes de julho de 1994. A especialista aconselha que mesmo quem preencha as três exigência mínimas faça as contas para avaliar se haverá aumento real do beneficio. “Há pessoas que, mesmo respeitando todos os requisitos, ao fazerem os cálculos incluindo todas as contribuições da vida toda na aposentadoria, não conseguem aumentar o benefício, e outros até teriam uma diminuição”, afirma.

Para pedir a análise, o beneficiário deve ter em mãos a carteira de trabalho, os carnês de contribuição, o processo administrativo de aposentadoria — que pode ser adquirido no site ou aplicativo do INSS —, e a carta de concessão do benefício a ser revisado. A advogada Cristiane Grano Haik, mestre em direito previdenciário e do trabalho, explica que a mudança vai depender de vantagens ao segurado. “Ainda que a pessoa tenha contribuição lá desse período anterior, se essas contribuições forem em valores menores do que ela veio conseguindo fazer no decorrer da sua vida de trabalho, essa revisão não vai beneficiar. Não é muito comum que no começo da carreira as pessoas tenham contribuições mais altas. Por isso, não é uma revisão que pode beneficiar muita gente”, afirma.

Jovem Pan

Notícias mais lidas na semana.

R$ 25 BILHÕES DO PIS/PASEP ESTÃO PARADOS NO BANCO; SAIBA QUEM PODE SACAR

PRESIDENTE DO BANCO CENTRAL DIZ QUE CARTÃO DE CRÉDITO DEIXARÁ DE EXISTIR

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/SETA/SÃO GONÇALO/PREFEITO: PAULINHO TEM 59,6% DAS INTENÇÕES DE VOTOS CONTRA 26,4% DE POTI NETO