RODOVIÁRIA DE NATAL DEVE TER AUMENTO DE 35% NO FLUXO DE PASSAGEIROS DURANTE ÀS ELEIÇÕES DE 2022

Imagem
  A Federação das Empresas de Transporte de Passageiros do Nordeste divulgou uma nota, nesta sexta-feira (30), informando sobre a ampliação das frotas de ônibus durante às eleições de 2022. Segundo o órgão, existe uma espera de 35% a mais de clientes na rodoviária rumo aos interiores. Além disso, as gratuidades existentes nas leis serão respeitadas normalmente pelas empresas. "No transporte da área metropolitana, o aumento ocorre de forma natural, visando atender o maior fluxo de demanda de usuários no dia das eleições. No transporte para o interior, a movimentação tem início de forma antecipada, com ônibus extras disponibilizados pelas empresas", disse o órgão. A medida foi recomendada pela Defensoria Pública da União (DPU). Leia também: Veja como vai funcionar a frota de ônibus no dia das eleições e confira linhas que vão operar Confira a nota completa divulgada pelo órgão: A RESPEITO DA RECOMENDAÇÃO DA DEFENSORIA PÚBLICA DA UNIÃO (DPU) PARA QUE O TRANSPORTE PÚBLICO INTERMU

PREÇOS DOS ALIMENTOS NO MUNDO ATINGE NÍVEL MAIS ALTO EM UMA DÉCADA

 


Os preços globais dos alimentos subiram em maio, pelo 12º mês consecutivo, quase 40% na comparação anual, de acordo com o índice de preços dos alimentos das Nações Unidas. O mês passado também registrou o maior aumento mensal nos preços médios dos alimentos em mais de uma década, atingindo 4,8% de abril para maio.

Abdolreza Abbassian, economista sênior da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação, diz que a surpreendente demanda por milho na China, a contínua seca no Brasil e o aumento do uso global de óleos vegetais, açúcar e cereais fizeram com que os preços aumentassem rapidamente em todo o mundo.

"A demanda está surpreendendo a todos", disse Abbassian ao CNN Business. "Essa demanda exige uma forte resposta da oferta."

A inflação global está aumentando os preços de praticamente tudo, de alimentos a aço, madeira e energia. Nos países que pertencem à Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), os preços dispararam em abril para a maior taxa desde 2008.

O maior uso de bio diesel e os aumentos moderados dos preços globais de carnes e laticínios também contribuíram para o aumento acentuado dos preços globais dos alimentos.

O relatório da ONU disse que as cotações internacionais do óleo de palma atingiram seu nível mais alto desde fevereiro de 2011 devido ao lento crescimento da produção de óleo de palma nos países do sudeste asiático e o aumento das necessidades globais de importação estão mantendo os estoques baixos nas principais nações exportadoras. “A demanda tem sido bastante robusta no setor de óleos vegetais em geral”, disse Abbassian.

O Brasil cortou seus especialistas em milho e açúcar em meio à seca, de acordo com Abbassian, que disse que a especulação sobre quanto milho o Brasil e os agricultores nos EUA podem produzir neste verão e no início do outono é um ponto de preocupação para administradores de abastecimento de alimentos e economistas.

"Esta é a grande questão na mente de todos agora", disse ele. “No setor de cereais, houve muitos problemas em termos do que vai acontecer com a produção deste ano. Fala-se muito de que as secas no Brasil afetem realmente o mercado de milho”.

Os preços dos alimentos nos EUA ainda não voltaram ao normal este ano, depois que a pandemia de compras de alimentos os fez disparar há um ano. Os preços gerais dos alimentos nos EUA subiram 2,4% em abril em relação ao mesmo período do ano anterior, enquanto os preços das frutas e vegetais aumentaram 3,3%.

Inflação castiga brasileiros

O amento dos preços dos alimentos no Brasil preocupa, sobretudo, pelo risco que o pais corre de voltar ao chamado mapa da fome, de onde saiu em 2014, com o programa Bolsa Família. Segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) o programa reduziu a pobreza em 15% de 2001 a 2017, e a extrema pobreza em 25%.

O Brasil volta a essa lista se a subalimentação chegar a 5% da população. O país já deve estar próximo dos 9,5%, segundo projeção de Daniel Balaban, representante no Brasil do Programa Mundial de Alimentos das Nações Unidas (WFP) e Diretor do Centro de Excelência contra a Fome. Balaban falou com a CNN em abril e disse que a situação do país é muito preocupante. 

E a alta dos preços deve continuar atrapalhando esse cenário. No IPCA de abril, que mede a inflação oficial no Brasil, o grupo alimentos e bebidas teve o segundo maior impacto no índice, atrás do item saúde, acima do registrado no mês anterior.

A inflação em alta tem castigado os consumidores brasileiros, que arcam com preços maiores, não só de alimentação, mas de combustíveis e energia elétrica.

No caso dos combustíveis, os valores têm sido pressionados pelo dólar em alta ante o real, já que a Petrobras segue correções internacionais do petróleo. Já a energia elétrica teve um aumento em junho, com a bandeira tarifária vermelha 2, a mais cara, anunciada pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), devido à falta de chuvas no país. 

Na próxima semana, na quarta-feira (9), o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga o IPCA de maio. O índice deve ficar em 0,7%, segundo a média das estimativas de mercado. O que pode assustar é o índice em 12 meses, que pode passar de 8% ao ano, o maior patamar desde 2015, quando o país teve uma inflação de dois dígitos.

(Texto traduzido. Clique aqui para ler o original)


CNN BRASIL

Notícias mais lidas na semana.

EM PASSAGEM, PASSEATA E COMÍCIO MOSTRA FORÇA E LIDERANÇA DO PREFEITO JUNINHO EM APOIO AO DEPUTADO RAIMUNDO FERNANDES

NO RN, LULA ABRE MAIS DE 32 PONTOS DE VANTAGEM SOBRE BOLSONARO

PESQUISA EXATUS: FÁTIMA CHEGA A 46,50%; FÁBIO DANTAS 12,55% E STYVENSON 11,15%

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA