TOFFOLI VAI RELATAR AÇÃO QUE PODE IMPEDIR BOLSONARO DE BLOQUEAR SEGUIDORES NAS REDES SOCIAIS

 

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil



O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Dias Toffoli vai relatar um mandado de segurança que pode impedir o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) de bloquear seguidores nas redes sociais.

A ação foi movida pelo advogado Ronan Wielewski Botelho no sábado (12) e distribuída com urgência no STF.

A peça teve como base o caso do site Congresso em Foco, que seguia o presidente Jair Bolsonaro no Twitter e foi bloqueado na sexta-feira (11).

Esta não é a primeira vez que o Supremo recebe um pedido com esse teor. Há ao menos 4 casos parecidos. Em um deles, o advogado Leonardo Medeiros Magalhães entrou com pedido semelhante no STF depois de ser bloqueado pelo presidente no Instagram no ano passado.

Na época, a PGR (Procuradoria-Geral da República) disse que o presidente Jair Bolsonaro tinha o direito de bloquear usuários nas redes sociais.

O caso foi levado a plenário virtual. Os ministros Marco Aurélio e Cármen Lúcia votaram por proibir Bolsonaro de bloquear usuários nas redes. O julgamento no entanto, está paralisado, depois de pedido de vista do ministro Nunes Marques, indicado pelo presidente da República.

Poder 360

Comentários

Notícias mais lidas na semana.

POLÍCIA MILITAR PROMOVE MAIS UM DIA DE AÇÕES PREVENTIVAS E OSTENSIVAS NA CIDADE DE SANTO ANTÔNIO

ATLETA DE SANTO ANTÔNIO/RN IRÁ REFORÇAR O PARNAMIRIM SC PARA DISPUTA DA 2ª DIVISÃO DO CAMPEONATO POTIGUAR DE FUTEBOL

POLICIAMENTO OSTENSIVO PREVENTIVO E REPRESSIVO INTENSIFICADO EM SANTO ANTÔNIO

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO
ESCOLINHA PARCEIRA DO BLOG

Postagens mais visitadas deste blog

JOVEM PASTORA E EMPRESÁRIA NAYARA BEZERRA, FAZ DOAÇÃO DE UMA CASA PRÓPRIA PARA UMA FAMÍLIA EM SANTO ANTÔNIO-RN

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

TUDO EM CASA, EM UMA GRANDE FAMÍLIA: PREFEITO DE PASSAGEM (RN) FAZ FARRA DE NOMEAÇÕES FAMILIARES EM SUA GESTÃO