VEJA QUEM TEM DIREITO AO PIS/PASEP; R$ 24,5 BILHÕES ESTÃO DISPONÍVEIS PARA SAQUE

 

Imagem ilustrativa - Foto: Reprodução


O abono salarial do PIS/Pasep ainda conta com mais de R$ 24,5 bilhões a serem sacados. Esses recursos são destinados aos trabalhadores que tiveram carteira de trabalho assinada entre as décadas de 70 e 80 . Para além dos trabalhadores, os herdeiros também podem retirar os recursos. 

Desse montante, cerca de R$ 22,8 bilhões são de cotas do extinto fundo PIS/Pasep, repassados ao FGTS , e R$ 1,2 bilhão é de recursos do abono salarial não sacados em outros anos, além de R$ 448,4 milhões de abono salarial do atual calendário. 

Quem pode retirar cotas do PIS?

 De acordo com o site Diario do Nordeste, tem direito ao saque das Cotas do PIS somente o trabalhador cadastrado como participante do Fundo PIS/PASEP até 04/10/1988 e que ainda não realizou o saque. 

O prazo para sacar, neste ano, o abono salarial do PIS/Pasep 2020/2021 (referente ao ano-base 2019) acabou no dia 30 de junho. Mas, de acordo com a Resolução 838 , do Conselho Deliberativo do Fundo de Amparo ao Trabalhador (Codefat), publicada em 24 de setembro de 2019, a retirada do dinheiro ainda poderá ser feita pelo trabalhador pelos cinco anos seguintes após o encerramento do cronograma de pagamentos. 

A questão é que será preciso esperar um pouco. O benefício só voltará a ficar disponível no calendário de pagamentos do próximo ano-base. Veja aqui como sacar.



Comentários

Notícias mais lidas na semana.

CASAL COM DEFICIÊNCIA VISUAL TERÁ HISTÓRIA DE VIDA CONTADA POR PROGRAMA DA 96 FM NA SEGUNDAFEIRA (20); VEJA VÍDEO

BARCELONA (RN): CATIANO NASCIMENTO DEIXA BASE DO PREFEITO FABIANO LOPES

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO
ESCOLINHA PARCEIRA DO BLOG

Postagens mais visitadas deste blog

JOVEM PASTORA E EMPRESÁRIA NAYARA BEZERRA, FAZ DOAÇÃO DE UMA CASA PRÓPRIA PARA UMA FAMÍLIA EM SANTO ANTÔNIO-RN

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

TUDO EM CASA, EM UMA GRANDE FAMÍLIA: PREFEITO DE PASSAGEM (RN) FAZ FARRA DE NOMEAÇÕES FAMILIARES EM SUA GESTÃO