CIDADE ALTA TEM MENOR MÚMERO DE NEGÓCIOS ATIVOS EM 10 ANOS

 


Se anos atrás a Cidade Alta era o berço de um comércio pulsante, hoje, o bairro, que é o mais antigo de Natal, sofre os impactos das transformações pelas quais passa a capital. Diminuição do fluxo de pessoas nas principais ruas e avenidas, lojas vazias ou com baixo movimento, além de um cenário que salta aos olhos: diversas empresas fechadas. Entre janeiro de 2021 e o começo deste mês de outubro, 2.164 empresas foram extintas segundo dados da Junta Comercial do Rio Grande do Norte (Jucern). O órgão informou ainda que, em 2021, a região possui 2.023 negócios ativos, o menor número dos últimos dez anos. Em 2011, o número de empresas que estavam ativas no bairro era de 2.581, segundo a Jucern.

Para efeitos de comparação, no Alecrim, os negócios ativos, apesar de algumas oscilações, manteve a tendência de crescimento em dez anos. Se em 2011, a Jucern registrava 3.037 empresas em atuação, neste ano, o número está em 3.467. Os negócios extintos eram 4.406 em 2011. Neste ano, o número está é de 3.585.

Leia a notícia completa aqui na Tribuna do Norte. Sim you

Notícias mais lidas na semana.

LAGOA DO BONFIM ATINGE 46% DE SUA CAPACIDADE. A PIOR SITUAÇÃO DOS ÚLTIMOS ANOS

102 ANOS: PROGRAMAÇÃO DE EMANCIPAÇÃO POLÍTICA DE NOVA CRUZ/RN É DIVULGADA

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO
ESCOLINHA PARCEIRA DO BLOG

Postagens mais visitadas deste blog

JOVEM PASTORA E EMPRESÁRIA NAYARA BEZERRA, FAZ DOAÇÃO DE UMA CASA PRÓPRIA PARA UMA FAMÍLIA EM SANTO ANTÔNIO-RN

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

TUDO EM CASA, EM UMA GRANDE FAMÍLIA: PREFEITO DE PASSAGEM (RN) FAZ FARRA DE NOMEAÇÕES FAMILIARES EM SUA GESTÃO