EM 10 ANOS, POPULAÇÃO JOVEM REDUZ E NÚMERO DE IDOSOS CRESCE NO RN

Imagem
  Em 10 anos, a população do Rio Grande do Norte cresceu, mas passou a ter menos jovens e mais idosos , segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística ( IBGE ). Entre 2012 e 2021,  toda a população das faixas etárias entre 0 e 29 anos ficou menor . Esse público representava 1,773 milhão de pessoas em 2012 e chegou 1,599 milhão no ano passado - uma queda de 9,8%. Por outro lado, a população potiguar cresceu em todas as faixas etárias acima dos 30 anos. Somente o público idoso, acima dos 60 anos passou de 352 mil pessoas em 2012 para 494 mil no ano passado  - um  aumento superior a 40% . O grupo que teve maior queda foi o de  crianças entre 0 e 4 anos . Em uma década, o número de pessoas nessa faixa  caiu 18,2%  - passou de 269 mil para 220 mil. Já o grupo que mais cresceu foi a população entre  55 e 59 anos , que  aumentou 70,7% , passando de 113 mil para 193 mil.

CAGED INDICA CRIAÇÃO DE 3.235 VAGAS EM NOVEMBRO DE 2021


Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED), elaborado pela Unidade de Economia e Estatística da FIERN, indica que no mês de novembro, foram criadas +3.235 vagas com carteira assinada no Rio Grande do Norte, resultante da diferença entre +15.072 admissões e -11.837 desligamentos. Com este balanço, o total de empregados vinculados à CLT aumentou em 0,72%. No acumulado janeiro/novembro, o saldo líquido das contratações correspondeu a +33.613, com aumento de 7,93%; nos 12 meses finalizados em novembro, foram gerados +31.638 novos vínculos de trabalho (7,43%).

A publicação diz que em novembro, praticamente não houve mudança no desempenho das atividades econômicas no do mercado e trabalho formal no Rio Grande do Norte em relação ao padrão que vem sendo observada desde agosto, exceto pelos saldos menores, o que é natural há medida em que se aproxima do final do ano, e pela reversão das contratações temporárias da agropecuária devido ao fim da safra de frutas.

Portanto, os Serviços continuaram na liderança das contratações líquidas, com +1.630 vagas geradas, com destaques para as Atividades administrativas e serviços complementares (prestados às empresas) e Alojamento e Alimentação; em segundo lugar, mas com saldo bem próximo, o Comércio criou +1.384 vagas; e o conjunto da Indústria gerou +603 empregos (dos quais +403 na Construção). Em contrapartida, as atividades ligadas ao Agro cortaram -382 vínculos, com destaque para as culturas de melões, mangas e bananas, desempenho dentro do previsto, uma vez que a safra destas se aproxima do término do ciclo.

Indústria

A desaceleração paulatina na abertura de vagas pela indústria após o pique de agosto nada tem de extraordinário. Este ritmo é o usual no Rio Grande do Norte e Brasil, quando as contratações perdem força à medida em que o setor finaliza suas encomendas de fim de ano; além disso, no Rio Grande do Norte a maior parte do Nordeste, a moagem da cana de açúcar entra em sua fase de conclusão.

A Construção continuou à frente das contratações da indústria em novembro, com +403 vagas abertas no mês, principalmente em Obras de infraestrutura. Até novembro, o segmento gerou +3.943 empregos do total de +9.880 criados pela indústria. O ramo de Confecção do vestuário continuou em segundo lugar, com saldo de +173 vagas abertas no mês e +1.836 até novembro. Outro destaque interessante em 2021 foi o do ramo de Fabricação de móveis, que ficou em terceiro lugar, com +66 criada em novembro, mas +436 nos últimos 11 meses.

É provável que este desempenho tenha sido propiciado pelo aumento do dinamismo da construção de imóveis residenciais durante a maior parte do ano. É importante, ainda, registrar a retomada das contratações de mão de obra pela indústria do petróleo, que vem ocorrendo após a privatização de campos de produção que eram operados pela Petrobras e se encontravam inativos.

Notícias mais lidas na semana.

PESQUISA SETA/BANDRN MOSTRA INTENÇÃO DE VOTO DOS MOSSOROENSES PARA O GOVERNO DO ESTADO; CONFIRA RESULTADO

LAGOA DE PEDRAS (RN): PREFEITO GUILHERME AMÂNCIO GANHA EM ÚLTIMA INSTÂNCIA E SEGUE NO CARGO ATÉ FINAL DO MANDATO

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA