RN TEM MAIS UM CASO SUSPEITO DE VARÍOLA DOS MACACOS

Imagem
  A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) informou, nesta segunda-feira (4), a existência de mais um caso suspeito de contaminação pelo vírus Monkeypox, transmissor da doença popularmente conhecida como varíola dos macacos, no Rio Grande do Norte. Esse é o segundo caso suspeito no estado, sendo que  o primeiro já foi confirmado . O foi notificado pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) nesta segunda-feira (4) está sendo acompanhado pela Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Suvige). Trata-se de um paciente de 34 anos e residente em Natal, com histórico de viagem recente à Europa, com passagem por Inglaterra, Portugal e Espanha.  De acordo com a Sesap, a pessoa foi atendida no Hospital Giselda Trigueiro, uma das unidades de referência para tais casos no Rio Grande do Norte, e está em isolamento domiciliar, com quadro de saúde estável.

ROTA DO NACORTRÁFICO: POLÍCIA ENCONTRA COCAÍNA A CADA 8 DIAS NO PORTO DE SANTOS

Foto: Divulgação/PF


O crescimento do narcotráfico vem se tornando uma dor de cabeça cada vez maior para os exportadores brasileiros. Além de ser um problema para a segurança público e para a economia.

A cada oito dias uma carga para exportação “contaminada com cocaína” é encontrada pela PF e Receita Federal no maior porto do país, em Santos, no litoral de São Paulo. Essa média fica ainda mais preocupante quando se leva em conta a estimativa de que, para cada carga apreendida, outras nove cheguem ao país de destino.

O crime organizado se aproveita da gigantesca movimentação do comércio exterior nos portos para esconder nos contêineres, geralmente sem o conhecimento dos donos, a droga que chega na Europa valendo 35 mil euros o quilo.

“Não tem nada pior para o exportador do que chegar um contêiner contaminado no seu destino final, ele acaba perdendo esse mercado porque não conseguiu comprovar que adotou uma medida de contingência ou medida logística efetiva para coibir esse processo”, afirma Wagner Souza ABTTC- Associação Brasileira dos Terminais Retroportuários e das Transportadoras de contêineres.

A MSC, maior empresa de operação do contêineres do mundo, decidiu paralisar por tempo indeterminado as atividades terrestres em toda a América do Sul, justamente pelos danos e prejuízos provocados pela ação criminosa do narcotráfico no setor.

Outras empresas vão ocupar o espaço deixado pela gigante no setor no continente. Mas o receio de quem atua na exportação é que o crime organizado consiga expandir ainda mais as atividades usando terminais de carga que não investem tanto em prevenção e gerenciamento de risco.

Além da perda de confiança do mercado internacional, as transportadoras muitas vezes têm que pagar multas milionárias quando as drogas são apreendidas em suas cargas.

Band

Notícias mais lidas na semana.

VÍDEO: POLICIAL PENAL É ASSASSINADO EM UM BAR NA CIDADE DE NOVA CRUZ

SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS DE NOVA CRUZ ESTÁ EM UMA SITUAÇÃO CADA VEZ MAIS COMPLICADA COM A JUSTIÇA E PARECE ESTAR FICANDO SEM SAÍDA

"MÉDICO DO POVO" , DR ESTÁCIO, É O NOME DO PSDB NO AGRESTE PARA DISPUTA DE UMA VAGA DE DEPUTADO FEDERAL

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA