VIXE! EM BOA SAÚDE, PREFEITO JOSÉ WELLINGTON HOMOLOGA LICITAÇÃO DE QUASE R$ 3 MILHÕES

Imagem
  Foto: Reprodução:     Mais uma licitação MILIONÁRIA é homologada e autorizada pelo prefeito do município de Boa Saúde, José Wellington. O objeto da contração é para Atenção Primária, equipes da Saúde da Família, equipe Multidisciplinar e Núcleo ampliado de saúde e Atenção básica, entre outros. Para prestar tal serviço, a empresa contratada foi a R L DA SILVA ROSAS , com um valor total de R$ 2.727.699,72 (Dois milhões, setecentos e vinte e sete mil, seiscentos e noventa e nove reais e setenta e dois centavos).  Por um valor desses é possível oferecer uma saúde de qualidade aos munícipes. 

SAÍDA DA PETROBRAS PODE AUMENTAR PRODUÇÃO DE PETRÓLEO NO RN EM 30%, PROJETA ENTIDADE



Uma notícia movimentou os bastidores do mercado de óleo e gás no fim da semana passada. A 3R Petroleum anunciou a compra de 100% de participação da Petrobrás no chamado Polo Potiguar, que compreende a 22 concessões terrestres e de águas rasas no estado do Rio Grande do Norte. Na prática, a negociação representa a saída da Petrobras no Estado.

De acordo com a Petrobras, o valor total da venda é de US$ 1,38 bilhão, sendo US$ 110 milhões pagos na data de assinatura do contrato de compra e venda; US$ 1,04 bilhão no fechamento da transação; e US$ 235 milhões que serão pagos em quatro parcelas anuais de US$ 58,75 milhões, a partir de março de 2024.

A novidade já trouxe novas e importantes perspectivas para o Estado. De acordo com a Redepetro RN, entidade que congrega empresas fornecedoras de bens e serviços do segmento, a transação deve aumentar em até 30% a produção de petróleo no estado.

Hoje, no Rio Grande do Norte, são produzidos cerca de 23 mil barris por dia. Segundo o presidente da Redepetro RN, Gutemberg Dias, a previsão leva em consideração a reativação de poços e a manutenção daqueles em operação.

Dias lembra ainda do histórico recente de campos repassados à iniciativa privada pela Petrobrás, como Riacho da Forquilha. Nesse caso, a PetroReconcavo, em dois anos de operação, elevou em 70% a produção nessa área.

“Pela experiência dos campos vendidos, é possível ampliar a produção, sim. Particularmente, acredito que, só reativando os poços paralisados e feita manutenção nos demais, a produção tende a aumentar em 30%. Claro que isso não ocorrerá da noite para o dia. Só vamos conseguir ter uma real noção da negociação seis meses depois de os novos operadores assumirem. Mas estamos otimistas. Há anos, a Petrobras vinha desinvestindo no RN, e a negociação é muito positiva para a cadeia produtiva”, avaliou.

A área vendida pela Petrobrás a 3R Potiguar, subsidiária integral da 3R Petroleum Óleo e Gás, denominada de Polo Potiguar, comporta os campos de Canto do Amaro, Estreito, Alto do Rodrigues, além da Refinaria Clara Camarão, Unidade de Processamento de Gás Natural (UPGN) de Guamaré, Termoaçu e todas as linhas de dutos dentro desses ativos. O valor da negociação chegou ao patamar de US$ 1,38 bilhão de dólares.

“A venda representa uma possibilidade real de reaquecimento da cadeia, haja vista que a 3R precisará fazer investimentos de curto prazo para retomada de uma maior produção. A exemplo dos outros campos vendidos, nós que fazemos a Redepetro sentimos um aumento nos negócios gerados, quando comparado ao momento que a Petrobras iniciou seu desinvestimento nas operações da Bacia Potiguar”, concluiu Dias.

A produção de petróleo em campos maduros por operadores independentes no Rio Grande do Norte está vivenciando uma tendência de crescimento desde 2019. Em dois anos, a produção de petróleo no segmento aumentou 300%, segundo o Ministério de Minas e Energia (MME). Os produtores independentes já correspondem a mais de 40% da produção do estado.

O Polo Potiguar compreende três subpolos (Canto do Amaro, Alto do Rodrigues e Ubarana), totalizando 22 Campos, sendo 3 concessões marítimas e 19 concessões terrestres localizadas no Rio Grande do Norte, além de incluir acesso à infraestrutura de processamento, refino, logística, armazenamento, transporte e escoamento de petróleo e gás natural.

As concessões do subpolo Ubarana estão localizadas em águas rasas, entre 10 e 22 km da costa do município de Guamaré-RN. As demais concessões dos subpolos Canto do Amaro e Alto do Rodrigues são terrestres. A produção média do Polo Potiguar de 2021 foi de 20,6 mil barris de óleo por dia (bpd) e 58,1 mil m³/dia de gás natural. Além das concessões e suas instalações de produção, está incluída na transação a estrutura de refino integrada ao processo de produção de óleo e gás, composta pela Refinaria Clara Camarão, localizada em Guamaré/RN com capacidade instalada de refino de 39,6 mil barris por dia.

A produção média do Polo Potiguar de 2021 foi de 20,6 mil barris de óleo por dia (bpd) e 58,1 mil m³/dia de gás natural. Além das concessões e suas instalações de produção, está incluída na transação a estrutura de refino integrada ao processo de produção de óleo e gás, composta pela Refinaria Clara Camarão, localizada em Guamaré, com capacidade instalada de refino de 39.600 bpd.

Notícias mais lidas na semana.

VÍDEO: ÔNIBUS ESCOLAR É METRALHADO APÓS ASSALTO NO RN; MOTORISTA E ALUNO SÃO BALEADOS

CAMPESTRE (RN): PREFEITO AUTORIZA LICITAÇÃO POR MAIS DE R$ 500 MIL

ENFERMEIRA PERDE CONTROLE DO CARRO E MORRE EM ACIDENTE NA BR-101, NA GRANDE NATAL

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO
ESCOLINHA PARCEIRA DO BLOG

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA