ABC PERDE PARA O FIGUEIRENSE E SE CLASSIFICA EM 6º; VEJA GRUPOS DA SEGUNDA FASE DA SÉRIE C

Imagem
  O encontro entre Figueirense e ABC na 19ª rodada da Série C do Campeonato Brasileiro terminou com vitória do time de Santa Catarina na tarde deste sábado, por 2 a 1, no Estádio Orlando Scarpelli, em Florianópolis. Tito anotou os gols do Furacão, enquanto Allan Uchôa fez para a equipe Potiguar. Com o resultado da partida e também os duelos que completaram a rodada, Figueirense e ABC estarão no mesmo grupo na próxima etapa da Série C. Paysandu e Vitória completam a lista. O outro grupo será formado por Mirassol-SP, Volta Redonda-RJ, Botafogo-SP e Aparecidense-GO. Os dois primeiros colocados de cara grupo garantem vaga nas semifinais e também na Série B 2023.

CONTA DE ENERGIA FICA MAIS BARATA PELA PRIMEIRA VEZ EM NOVE MESES

 


Amplamente impactada pela crise hídrica que atingiu o Brasil no ano passado, a conta de luz residencial fechou o mês de janeiro com a primeira queda desde abril de 2021 (-0,04%). De acordo com dados divulgados nesta quarta-feira (9) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), as tarifas de energia ficaram 1,07% mais baratas no mês passado, ante variações positivas registradas nos últimos oito meses do ano passado.

Mesmo com a variação negativa, as contas de luz acumulam alta de 27,02% nos últimos 12 meses, variação que corresponde a uma aceleração em relação ao período encerrado em dezembro (+21,21%).

Os recentes saltos das tarifas de energia são motivados pela adoção, desde o mês de setembro, da bandeira tarifária de escassez hídrica, que acrescenta R$ 14,20 na conta de luz a cada 100 kWh consumidos.

A redução da energia elétrica residencial também contribuiu para a redução de 0,91% do grupo de combustíveis e energia, que apresentou recuo de preços pela primeira vez desde janeiro do ano passado (-3,79%).

Na análise dos combustíveis domésticos (-0,35%), houve queda no valor cobrado pelo gás de botijão (0,73%) e valorizações contabilizadas no preço do gás encanado (+3,13%) e do carvão vegetal (+0,27%).

Já entre os combustíveis para veículos (-1,23%), o ato de parar para abastecer com gasolina (-1,14%) e com o etanol (-2,84%) ficou menos pesado para o bolso dos motoristas pelo segundo mês consecutivo.

O gás veicular apresentou recuo de 0,86% em janeiro, enquanto o diesel (+2,38) foi o único dos combustíveis automotivos a ficar mais caro no mês, após recuar 0,33% no mês de dezembro, aponta o IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo).

“Os reajustes negativos aplicados nas refinarias pela Petrobras, em dezembro, ajudam a entender o recuo nos preços [dos combustíveis] em janeiro”, afirma o analista da pesquisa, André Filipe Almeida.

Notícias mais lidas na semana.

CRIMINOSOS INVADEM MUNICÍPIO, ATACAM DELEGACIA A TIROS E EXPLODEM COFRE DE POSTO DE COMBUSTÍVEIS EM SÍTIO NOVO/RN

R$ 25 BILHÕES DO PIS/PASEP ESTÃO PARADOS NO BANCO; SAIBA QUEM PODE SACAR

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/SETA/SÃO GONÇALO/PREFEITO: PAULINHO TEM 59,6% DAS INTENÇÕES DE VOTOS CONTRA 26,4% DE POTI NETO