SERRINHA (RN): PREFEITO DEDA TERTO SE REÚNE COM SUPERINTENDENTE DA FUNASA EM BUSCA DE MELHORIAS PARA POPULAÇÃO

Imagem
O prefeito Deda Terto do município de Serrinha, no Agreste potiguar, esteve na sede da  Fundação Nacional de Saúde do Rio Grande do Norte (FUNASA/RN), para uma reunião com o Superintendente do órgão, Sr. Pablo Tatim. Na ocasião, o gestor serrinhense levou vários assuntos pertinentes para melhorias da população e viabilização de projetos para conseguir recursos para o desenvolvimento do município. Na conversa, o prefeito Deda enfatizou a necessidade da FUNASA poder realizar e liberar para Serrinha, a Perfuração e Instalação de poços, como também o saneamento básico e casas populares, objetivando uma melhor qualidade de vida aos serrinhenses. 

OPERAÇÃO INVESTIGA EMISSÃO DE RECEITUÁRIOS MÉDICOS FALSOS PARA VACINAÇÃO CONTRA COVID EM PARNAMIRIM

 

Foto: Divulgação


O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) deflagrou nesta quarta-feira (16) a operação Acceptio, que apura a emissão de receituários médicos falsos destinados à comprovação de enfermidades para vacinação contra a covid-19 e à retirada de medicamentos em Unidade Básica de Saúde (UBS) em Parnamirim.

A ação investiga a prática de crime de falsificação de documento público cometido por uma servidora pública municipal de Parnamirim. Foram cumpridos mandados de busca e apreensão na residência e no endereço profissional da investigada. Foram apreendidos aparelhos de telefonia celular, pen-drives e documentos. Esse material será analisado pelo MPRN.

A operação é fruto de um trabalho de investigação das 2ª, 3ª e 4ª Promotorias de Justiça de Parnamirim, em conjunto com o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) do MPRN, iniciada em 28 de junho de 2021.

Segundo depoimentos colhidos durante a investigação, as receitas eram emitidas com o nome e o CRM de uma médica que trabalhava na unidade de saúde à época. Ouvida durante a investigação, a médica negou ter emitido os receituários e disse ter registrado um boletim de ocorrência junto à polícia.

Para o MPRN, todos os documentos constantes nos autos reforçam os indícios de materialidade e de autoria do delito cometido de falsidade de documento público, além de outros delitos a serem apurados.

A operação contou com o apoio da Polícia Militar. Ao todo, 4 promotores de Justiça, 4 servidores do MPRN e 12 policias militares participaram da ação. O nome da operação faz alusão ao termo em latim “acceptio”, que significa aceitação ou favorecimento.

Notícias mais lidas na semana.

VÍDEO: POLICIAL PENAL É ASSASSINADO EM UM BAR NA CIDADE DE NOVA CRUZ

SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS DE NOVA CRUZ ESTÁ EM UMA SITUAÇÃO CADA VEZ MAIS COMPLICADA COM A JUSTIÇA E PARECE ESTAR FICANDO SEM SAÍDA

"MÉDICO DO POVO" , DR ESTÁCIO, É O NOME DO PSDB NO AGRESTE PARA DISPUTA DE UMA VAGA DE DEPUTADO FEDERAL

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA