GUERRA NA UCRÂNIA DÁ NOVO IMPULSO A PROTAGONISMO PETRODITADURAS

Imagem
  Com menos petróleo russo no mercado e um embargo ao produto que deve começar na segunda-feira, governos autoritários produtores de petróleo são recebidos com cordialidade por países dependentes. O governo da Venezuela fez questão de divulgar em suas redes sociais uma imagem da COP-27 em que Nicolás Maduro é recebido calorosamente pelo presidente francês, Emmanuel Macron. O gesto chamou atenção porque, em 2019, a França rechaçou Maduro e reconheceu Juan Guaidó como líder da Venezuela. Mas, agora, em meio a uma crise de energia que ameaça a Europa em razão da guerra na Ucrânia, gestos amistosos com líderes autoritários como Maduro e Mohammed Bin Salman, da Arábia Saudita, voltaram à cena, já que ambos possuem uma commodity valiosa: petróleo. Na segunda-feira, a União Europeia dá o primeiro passo para embargar o petróleo da Rússia em retaliação à invasão da Ucrânia, em 24 de fevereiro. A sanção promete afetar o mundo todo, já que Moscou é um grande exportador da commodity. Em busca de a

IPEA REVISA CRESCIMENTO DA AGROPECUÁRIA PARA 1% EM 2022

 


O Ipea (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) revisou nesta semana o PIB da agropecuária de 2,8% para 1%. O motivo para a mudança é a estimativa do LSPA (Levantamento Sistemático de Produção Agrícola) de queda de 8,8% na produção de soja.


A soja é a principal lavoura do país, ou seja, o principal produto da produção vegetal. O clima acabou contribuindo para que as projeções fossem reduzidas.

Estados do Sul, São Paulo e Mato Grosso do Sul sofreram no início do ano com longa estiagem no período de desenvolvimento reprodutivo das plantas. “Um dos principais problemas que tivemos até agora foi de questões climáticas principalmente na região Sul“, disse ao Poder360 Pedro Garcia, um dos autores do estudo do Ipea.

Além disso, o impacto da queda do PIB da agropecuária poderia ser maior, mas o milho e a cana-de-açúcar devem segurar novas revisões.

A estimativa do IBGE projeta crescimento de 23,9% na produção de milho, e de 20,6% da cana-de-açúcar.

No entanto, o estudo do Ipea ressalta que mudanças climáticas, como estiagens, por exemplo, podem causar uma nova revisão do crescimento da produção vegetal. Já na produção animal, o estudo destaca os bovinos. Depois de 2 anos de queda, a produção deve crescer 3,8% este ano.

“Esperamos que os bovinos possam segurar esse resultado da produção animal depois de 2 anos muito ruins“, afirmou Garcia.

A produção de suínos também deve ter crescimento de 4,5% e 3%, respectivamente. Porém, os resultados serão menores que no ano anterior, quando houve crescimento de 9,1% e 6%, respectivamente.

Poder360

Notícias mais lidas na semana.

IGUALMENTE A TEREZINHA MAIA, TOMBA FARIA PODERÁ SER CASSADO

TRE-RN VAI RETOTALIZAR VOTOS DAS PROPORCIONAIS

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA