LEI SECA: STF PODE AUTORIZAR MOTORISTA A NÃO FAZER TESTE DO BAFÔMETRO; ENTENDA

Imagem
  Foto: DIVULGAÇÃO/PRF O Supremo Tribunal Federal (STF) deve julgar na quarta-feira (18) três ações que podem alterar as regras do Código Brasileiro de Trânsito e a Lei Seca. Estão em jogo a tolerância zero com álcool na direção, a proibição da venda de bebidas alcoólicas nas estradas federais e a aplicação de sanções a quem se recusa a fazer o teste do bafômetro, como aplicação de multa de R$ 3 mil e a suspensão do direito de dirigir por 1 ano. O relator das ações no Supremo, o ministro Luiz Fux, chegou a fazer audiência pública sobre esses temas em 2012, mas os casos nunca foram a julgamento. Em janeiro de 2008, o então presidente Luiz Inácio Lula da Silva editou uma medida provisória para proibir a venda de bebidas alcoólicas nas rodovias federais. O texto foi incrementado pelo Congresso, com a aprovação da chamada Lei Seca. Em vigor até hoje, ela prevê punição ao motorista que consumir qualquer quantidade de álcool, por menos que seja. Normas posteriores vieram a tornar mais duras

JOVEM DE 18 ANOS SE DIZ NAZISTA E PROMETE "MASSACRE" EM IF

 


A Polícia Civil está investigando um estudante de 18 anos do Instituto Federal do Mato Grosso do Sul (IFMS) que teria “prometido” a colegas do curso que faria “um massacre” no campus de Campo Grande da instituição. Autointitulando-se nazista, o jovem teria listado as vítimas que mataria, justificando os alvos com argumentos racistas, por eles serem negros.

“O IF é um lugar propício para um massacre. Eu tenho uma lista de quem eu mataria primeiro. O (primeira vítima) seria o 1º porque ele é negro e maior. (Segunda vítima) seria o segundo porque ele é negro e o (terceira vítima) eu vou torturar”, seriam as frases ditas pelo acusado e que constam num Boletim de Ocorrência registrado em 28 de fevereiro na Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário do Centro Especializado de Polícia Integrada (Cepol), da capital sul-mato-grossense, como injúria racial e ameaça.

Uma investigação também foi instaurada na Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA), já que um dos ameaçados, em outra situação semelhante, é menor de idade. O acusado teria dito ao adolescente, durante uma discussão, que “tu não é ariano, te coloco pra assar”.

O aluno agressivo, segundo discentes do IFMS e funcionários, já vinha falando insultos racistas e enaltecendo o nazismo de forma recorrente, antes das ameaças aos frequentadores do local e até depois da ocorrência ter sido formalizada na polícia.

Com informações da Fórum


Notícias mais lidas na semana.

CAMPESTRE (RN): PREFEITO AUTORIZA LICITAÇÃO POR MAIS DE R$ 500 MIL

AGRESTE: GRUPO POLÍTICO DE OPOSIÇÃO EM LAGOA D´ANTA DECLARA APOIO AO DEPUTADO RAIMUNDO FERNANDES

ENFERMEIRA PERDE CONTROLE DO CARRO E MORRE EM ACIDENTE NA BR-101, NA GRANDE NATAL

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO
ESCOLINHA PARCEIRA DO BLOG

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA