GUERRA NA UCRÂNIA DÁ NOVO IMPULSO A PROTAGONISMO PETRODITADURAS

Imagem
  Com menos petróleo russo no mercado e um embargo ao produto que deve começar na segunda-feira, governos autoritários produtores de petróleo são recebidos com cordialidade por países dependentes. O governo da Venezuela fez questão de divulgar em suas redes sociais uma imagem da COP-27 em que Nicolás Maduro é recebido calorosamente pelo presidente francês, Emmanuel Macron. O gesto chamou atenção porque, em 2019, a França rechaçou Maduro e reconheceu Juan Guaidó como líder da Venezuela. Mas, agora, em meio a uma crise de energia que ameaça a Europa em razão da guerra na Ucrânia, gestos amistosos com líderes autoritários como Maduro e Mohammed Bin Salman, da Arábia Saudita, voltaram à cena, já que ambos possuem uma commodity valiosa: petróleo. Na segunda-feira, a União Europeia dá o primeiro passo para embargar o petróleo da Rússia em retaliação à invasão da Ucrânia, em 24 de fevereiro. A sanção promete afetar o mundo todo, já que Moscou é um grande exportador da commodity. Em busca de a

APÓS QUASE 3 ANOS, GOVERNO OFICIALIZA CONTRATAÇÕES DO 'MÉDICOS PELO BRASIL'

 


O Governo Federal oficializou nesta segunda-feira (18) a contratação dos primeiros profissionais pelo programa 'Médicos pelo Brasil', que substituirá gradativamente o 'Mais Médicos'. O recrutamento de médicos vem quase três anos após o lançamento do programa, anunciado em 1º de agosto de 2019.

A apresentação dos primeiros credenciados será feita em cerimônia no Palácio do Planalto marcada para as 17h desta segunda-feira (18), com a presença do presidente Jair Bolsonaro (PL) e do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga.

Um dos marcos do governo Dilma Rousseff (PT), o Mais Médicos foi criado em 2013 para atender regiões do País com baixa cobertura médica a partir da possibilidade de contratar estrangeiros sem revalidação do diploma. A participação de profissionais cubanos, uma tônica do projeto, foi duramente criticada por Bolsonaro na campanha de 2018.

O Médicos pelo Brasil também prevê a entrada de médicos estrangeiros ou brasileiros formados no exterior, mas apenas mediante a aprovação no exame Revalida, que dá valor legal ao diploma de outro país.

Estadão Conteúdo

Notícias mais lidas na semana.

IGUALMENTE A TEREZINHA MAIA, TOMBA FARIA PODERÁ SER CASSADO

TRE-RN VAI RETOTALIZAR VOTOS DAS PROPORCIONAIS

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA