RIO GRANDE DO NORTE COMPLETA 35 DIAS SEM MORTES EM DECORRÊNCIA DA COVID REGISTRADAS

Imagem
  O Rio Grande do Norte atingiu a marca de 35 dias sem mortes por covid-19 nessa quinta-feira (19). Este é o período mais longo sem óbitos desde 28 de março de 2020, data da primeira morte pela doença em território potiguar. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap/RN) o dia 14 de abril passado registrou a última notificação de óbito no RN. Especialistas ouvidos pela TRIBUNA DO NORTE são unânimes: a vacinação é fator primordial neste cenário. O infectologista André Prudente, diretor do Hospital Giselda Trigueiro, em Natal, afirma, no entanto, que outras razões podem ter contribuído para a ausência de mortes. “Com o desenrolar da pandemia, as pessoas ficaram menos suscetíveis à doença, porque, muita gente adoece e adquire imunidade por certo tempo. Com isso, o número de casos confirmados de covid reduz, o que diminui, consequentemente, os óbitos.”, explica. “Também podemos atribuir o quadro atual ao fato de não existir mais fila para regulação. Sabemos que a falta de

FERIADÃO REGISTRA MENOS ACIDENTES E MAIS MORTES NAS ESTRADAS, SEGUNDO BALANÇO DA PRF

 

                                                           Foto: Divulgação/PRF


A Polícia Rodoviária Federal encerrou nesse domingo (17) a Operação Semana Santa, iniciada na quinta-feira (14), com ações direcionadas para a garantia da mobilidade e da segurança viária em todas as rodovias federais do Brasil. Mais de 4 mil pessoas e cerca de 3.600 veículos foram fiscalizados em todo o estado. Ações de educação para o trânsito (Cinema Rodoviário) alcançaram 257 pessoas.

O número total de acidentes foi reduzido em 35% (13 acidentes), assim como o número de acidentes graves, reduzido em 25% (3 acidentes), e de pessoas feridas, reduzido em 85% (3 pessoas).

No entanto, apesar de todos os esforços empregados, 5 pessoas morreram vítimas de acidentes graves dos tipos: atropelamento de ciclistas (3), atropelamento de pedestre (1) e colisão frontal (1). No ano passado, nenhuma morte foi registrada nas rodovias federais que cortam o RN, de acordo com o balanço divulgado pela PRF à época.

O número de autuações da operação demonstram que alguns comportamentos diretamente relacionados ao aumento do risco e à gravidade dos acidentes, apesar de combatidos em ações educativas e de fiscalização da PRF, ainda são intensamente repetidos pelos motoristas. As infrações mais registradas pela PRF foram: dirigir sob efeito de álcool (33 autuações), ultrapassagens indevidas (205 autuações), uso de celular ao volante (4 autuações), crianças transportadas sem cadeirinha (11 autuações), uso do capacete (44 autuações) e uso do cinto de segurança (60 autuações).

Acerca das ocorrências policiais relativas ao enfrentamento à criminalidade, nove pessoas foram presas e um veículo recuperado.

Notícias mais lidas na semana.

PREFEITO FLAVIO DE BEROI DESARTICULA OPOSIÇÃO E INTERMEDIA APOIO DE LIDERANÇAS NOVA-CRUZENSES AO DEPUTADO RAIMUNDO FERNANDES

AGRESTE: GRUPO POLÍTICO DE OPOSIÇÃO EM LAGOA D´ANTA DECLARA APOIO AO DEPUTADO RAIMUNDO FERNANDES

ENFERMEIRA PERDE CONTROLE DO CARRO E MORRE EM ACIDENTE NA BR-101, NA GRANDE NATAL

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO
ESCOLINHA PARCEIRA DO BLOG

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA