CONSTRUÇÃO REGISTRA MELHOR NÍVEL DE ATIVIDADE E DE EMPREGO NO QUADRIMESTRE DESDE 2012; APONTA CNI

Imagem
  A Sondagem Indústria da Construção, da Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra que a indústria da Construção Civil teve o melhor nível de atividade e o número de empregados entre janeiro e abril nos últimos dez anos. Foram entrevistadas 419 empresas, sendo 156 pequeno porte, 175 médio porte e 88 de grande porte, entre e 2 e 10 de maio de 2022. O índice do nível de atividade ficou em 50,1 pontos em abril de 2022. O valor próximo da linha divisória dos 50 pontos, que separa aumento de queda do nível de atividade, sinaliza estabilidade. O índice é 1,2 pontos menor do que março, no entanto, não apresentava valor acima dos 50 pontos para o mês de abril desde 2012, quando registrou 50,6 pontos. O índice do número de empregados ficou em 50,7 pontos, representando aumento de 0,7 ponto ante março. Assim como o ocorrido para o nível de atividade, o valor do índice é o maior para abril desde 2012, quando registrou 51 pontos. Em abril de 2022, a Utilização da Capacidade Operacional (UCO

ÍNDICE DE CONFIANÇA DO EMPRESÁRIO INDUSTRIAL CRESCE 1,4 PONTO EM ABRIL, SEGUNDO CNI

 


A indústria brasileira apresentou aumento no índice que mede a confiança do empresariado do setor, pela primeira vez em 2022. Os dados relativos ao Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) foram divulgados hoje (12) pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

O ICEI passou de 55,4 pontos em março para 56,8 pontos em abril, avançando 1,4 ponto percentual: “o avanço de 1,4 ponto reverte a queda de 1,3 ponto no primeiro trimestre deste ano”, informa a CNI.

A entidade explica que o ICEI varia de 0 a 100 pontos. Valores acima de 50 pontos indicam confiança no cenário econômico. Abaixo dessa margem, indica falta de confiança.

Segundo o gerente de Análise Econômica da CNI, Marcelo Azevedo, o índice avançou, após uma sequência de três recuos. Em parte, essa melhora é explicada pela visão dos empresários em relação ao momento atual da economia.

Neste mês, Índice de Condições Atuais, que compõe o ICEI e mede a percepção sobre as condições nos últimos seis meses, subiu um ponto e ficou em 49,9 pontos.

“Por estar muito próximo da linha divisória dos 50 pontos, o indicador mostra uma percepção neutra das condições atuais em relação aos seis meses passados, ao contrário, do que vinha ocorrendo desde o início no ano, quando a visão era mais negativa”, explica Azevedo.

Já o Índice de Expectativas, que reflete a perspectiva do empresariado para os seis meses futuros, avançou 1,6 ponto, para 60,2 pontos, em abril.

O levantamento da CNI entrevistou 1.459 empresas entre os dias 1 e 7 de abril de 2022. Deste total, 564 são de pequeno porte; 577 de porte médio; e 318 de grande porte.

Notícias mais lidas na semana.

AGRESTE: GRUPO POLÍTICO DE OPOSIÇÃO EM LAGOA D´ANTA DECLARA APOIO AO DEPUTADO RAIMUNDO FERNANDES

ENFERMEIRA PERDE CONTROLE DO CARRO E MORRE EM ACIDENTE NA BR-101, NA GRANDE NATAL

FOTOS E VÍDEO: PREFEITURA DE JUNDIÁ/RN REALIZA COMEMORAÇÃO AO DIA DAS MÃES

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO
ESCOLINHA PARCEIRA DO BLOG

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA