DATAFOLHA: 73% DOS BRASILEIROS DIZEM QUE EDUCAÇÃO SEXUAL DEVE ESTAR NO CURRÍCULO ESCOLAR

Imagem
  Levantamento do Instituto Datafolha divulgado neste domingo (3) pelo site do jornal "Folha de S. Paulo" ouviu a opinião dos brasileiros sobre temas ligados à educação. Para 73%, educação sexual deve estar no currículo escolar. 80% dizem que as escolas devem promover o direito das pessoas viverem livremente sua sexualidade. Para 90%, os professores devem discutir discriminação racial. 70% confiam mais em civis do que militares para trabalhar em escolas. E para 93%, as escolas devem respeitar todas as religiões.  O Instituto Datafolha ouviu 2.090 brasileiros com idades entre 16 anos ou mais de 130 municípios do país, de 8 a 15 de março de 2022. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos. O estudo foi encomendado pelo Centro de Estudos e Pesquisas em Educação, Cultura e Ação Comunitária (Cenpec) e pela Ação Educativa.

EM 16 ESTADOS, DIESEL S500 TEVE ALTA NO PREÇO SUPERIOR A 30% NESTE ANO

 


Em dezesseis estados do país, o preço médio do diesel cresceu mais de 30% somente neste ano. O levantamento da CNN, com base nos dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), comparou o preço observado em janeiro deste ano com o levantamento divulgado na última sexta-feira (27).

O estado do Paraná lidera o ranking, com alta de 37,2% no preço médio do litro do diesel comum, conhecido como S500, usado em caminhões e ônibus, principalmente. Em seguida, vem o Espírito Santo, com crescimento de 35,4%, e depois o Piauí, que viu o combustível crescer 34,5% em menos de seis meses.

Os outros estados são Mato Grosso do Sul (33,9%), Maranhão (33,7%), Paraíba (32,8%), Rio de Janeiro (32,44%), Rio Grande do Norte (32,3%), Tocantins (32,09%), Minas Gerais (32%), Goiás (31,9%), São Paulo (31,6%), Santa Catarina (31,4%), Alagoas (31,1%), Ceara (30,9%), Roraima (30,4%).

Já o diesel S10, usado para veículos com motores mais modernos, cresceu acima dos 30% em seis estados. Com a maior alta vem o estado de Pernambuco, com 34,4%, seguido do Ceará, com aumento de 32,7%, e por último o Piauí, com alta de 31,9% no preço médio do litro do combustível. Completando o levantamento vem o Paraná (31,4%), Tocantins (30,6%) e Espírito Santo (30,2%).

O óleo diesel, que está no centro da crise dos combustíveis por um possível risco de desabastecimento no segundo semestre desse ano, como documentou o presidente da Petrobrás, José Mauro Coelho, representou cerca de 42,4% das importações de combustíveis energéticos no país em 2020.

Isso representa três vezes mais que o segundo combustível mais importado, a gasolina, que foi 14% das importações do Brasil. Esses são os últimos dados publicados no anuário da Agência.

Os Estados Unidos também foram o principal exportador para o Brasil de óleo diesel. De todo o combustível importado para cá, 81,5% vieram do país norte-americano.

Preço do diesel no estados

De acordo com o último boletim de preços da ANP, os estados do Acre, Piauí, Ceará, Pará e Mato Grosso possuem o preço médio do diesel S500 mais caros do país.

  • 1º Acre – R$ 8,11
  • 2º Piauí – R$ 7,47
  • 3º Ceará – R$ 7,39
  • 4º Pará – R$ 7,33
  • 5º Mato Grosso – R$ 7,33

Notícias mais lidas na semana.

VÍDEO: POLICIAL PENAL É ASSASSINADO EM UM BAR NA CIDADE DE NOVA CRUZ

SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS DE NOVA CRUZ ESTÁ EM UMA SITUAÇÃO CADA VEZ MAIS COMPLICADA COM A JUSTIÇA E PARECE ESTAR FICANDO SEM SAÍDA

"CORAÇÃO NORDESTINO" DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE É A CAMPEÃ DO FESTIVAL DE QUADRILHAS JUNINAS DE NOVA CRUZ-RN

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA