GOOGLE DISTRIBUI 500 MIL BOLSAS DE ESTUDOS PARA CURSOS EM TECNOLOGIA; VEJA COMO SE CANDIDATAR

Imagem
  O Google anunciou em junho que distribuirá 500 mil bolsas de estudo de cursos com o objetivo de formar profissionais em áreas com alta demanda no mercado de trabalho. Na primeira etapa, a empresa oferecerá 30 mil bolsas e as inscrições devem ser feitas até 13 de julho. Os interessados podem se candidatar às bolsas no site do Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE), parceiro do Google na iniciativa, disponível neste link. Há quatro cursos disponíveis, que têm cerca de 200 horas de aulas cada um e podem ser feitos pela internet no ritmo de cada aluno. O CIEE recomenda reservar cerca de 1h30 por dia para concluir o curso nos seis meses em que ele ficará disponível. Quais são os cursos oferecidos? Veja os quatro cursos disponíveis e as atuações dos profissionais de cada área, segundo o Google: - Suporte de TI: solucionam problemas para que computadores e redes funcionem corretamente; - Análise de dados: coletam, transformam e organizam dados para ajudar a tomar decisões de ne

ESTADOS SINALIZAM AO SENADO RECUO SOBRE O ICMS

 


O Comitê Nacional de Secretários de Fazenda, Finanças, Receita ou Tributação dos Estados e do Distrito Federal, o Comsefaz, fez dois gestos ao Senado em uma tentativa de evitar que o projeto de lei de que estabelece um teto para o ICMS de combustíveis e energia, aprovado pela Câmara, seja também aprovado pelo Senado.

Os secretários sinalizaram ao presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, estarem dispostos a prorrogar até o final do ano o congelamento do ICMS para combustíveis e, além disso, aplicarem a média móvel da alíquota do ICMS do diesel dos últimos 60 meses conforme a lei aprovada pelo Congresso e que o governo e o próprio Senado acusam os estados de não terem a aplicado.

“Queremos abrir mão da convicção de que aplicamos a lei aprovada pelo Congresso e fazer um gesto construtivo. Colocamos na reunião de hoje que os estados estão dispostos a rever os pontos e debater já amanhã no Confaz (Conselho dos Secretários de Fazenda) a questão da aplicação da média móvel. Isso melhora o ambiente, a gente avança e deixa de reiterar uma posição. Estamos dizendo ‘tudo bem se você acha que estão certos, não vamos ficar marcando posição técnica. Esse é um gesto”, disse à CNN o presidente do Comsefaz, Décio Padilha.

A lei foi aprovada pelo Congresso e estabelece que a alíquota do ICMS do diesel a ser aplicada deverá ser a média dos últimos 60 meses. O governo, porém, acusa os estados de terem aplicado a alíquota maior nesse período, e não a média, e acabou apresentando uma ação no Supremo Tribunal Federal.

Em outra frente, o presidente da Câmara, Arthur Lira, aprovou a toque de caixa um projeto que estabelece um teto de 17% do ICMS em produtos como combustível e energia. Os estados se opuseram e nesta tarde sinalizaram aplicar a média móvel para evitar que o projeto de Lira avance no Senado.

Os estados também sinalizaram a prorrogação do congelamento do ICMS para combustíveis até o final do ano. “Em outro gesto, pretendemos também, discutir a prorrogação do congelamento até o final do ano”, afirmou Padilha.

Ele disse ainda que Pacheco afirmou que fará uma reunião com governadores para discutir o assunto e que na próxima quinta-feira pela manhã representantes do Comsefaz têm reunião marcada com o ministro do Supremo Tribunal Federal André Mendonça, para prestar informações pessoalmente sobre a ação da AGU, que acusa os estados de não terem aplicado a média móvel na alíquota do ICMS.

Notícias mais lidas na semana.

"CORAÇÃO NORDESTINO" DE SÃO GONÇALO DO AMARANTE É A CAMPEÃ DO FESTIVAL DE QUADRILHAS JUNINAS DE NOVA CRUZ-RN

SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS DE NOVA CRUZ ESTÁ EM UMA SITUAÇÃO CADA VEZ MAIS COMPLICADA COM A JUSTIÇA E PARECE ESTAR FICANDO SEM SAÍDA

"MÉDICO DO POVO" , DR ESTÁCIO, É O NOME DO PSDB NO AGRESTE PARA DISPUTA DE UMA VAGA DE DEPUTADO FEDERAL

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA