RN TEM MAIS UM CASO SUSPEITO DE VARÍOLA DOS MACACOS

Imagem
  A Secretaria de Estado da Saúde Pública (Sesap) informou, nesta segunda-feira (4), a existência de mais um caso suspeito de contaminação pelo vírus Monkeypox, transmissor da doença popularmente conhecida como varíola dos macacos, no Rio Grande do Norte. Esse é o segundo caso suspeito no estado, sendo que  o primeiro já foi confirmado . O foi notificado pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (CIEVS) nesta segunda-feira (4) está sendo acompanhado pela Subcoordenadoria de Vigilância Epidemiológica (Suvige). Trata-se de um paciente de 34 anos e residente em Natal, com histórico de viagem recente à Europa, com passagem por Inglaterra, Portugal e Espanha.  De acordo com a Sesap, a pessoa foi atendida no Hospital Giselda Trigueiro, uma das unidades de referência para tais casos no Rio Grande do Norte, e está em isolamento domiciliar, com quadro de saúde estável.

JUÍZA DO RN É ENCONTRADA MORTA EM BELÉM DO PARÁ; CORPO É LEVADO PARA DELEGACIA PELO PRÓPRIO MARIDO

 

                                                            Foto: Reprodução


A Polícia Civil do Pará investiga a morte de uma juíza do Rio Grande do Norte. Mônica Maria Andrade Figueiredo de Oliveira, que atua na cidade de Martins, foi encontrada morta dentro de um veículo no estacionamento de um prédio em Belém, no Pará.

Mônica Andrade era juíza no RN e ia com frequência a Belém, segundo os familiares. Ela era casada com um magistrado do Pará. O corpo apresentava um ferimento por arma de fogo.

Mônica teria sido encontrada morta pelo companheiro, o juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior. Ao se deparar com a situação, ele teria levado o carro e o corpo para a delegacia.

“Ainda sem acreditar. Minha comadre, prima e grande amiga se foi”, lamentou Ivonete, em uma rede social.

João Augusto Figueiredo disse, em sua versão preliminar dada à polícia, que a juíza Monica Andrade teria supostamente cometido suicídio dentro de um veículo pertencente ao juiz, na garagem do prédio onde ele reside, no edifício Rio Miño, em Nazaré. João mesmo dirigiu até a unidade policial. A versão dada pelo juíz ainda é investigada pela polícia.

O corpo da juíza foi deixado na manhã desta terça-feira (17) na Divisão de Homicídios da Polícia Civil de Belém, no bairro de São Brás. O companheiro dela, o também juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior, foi quem a levou. O corpo da juíza tinha um ferimento por arma de fogo.


O juiz João Augusto Figueiredo de Oliveira Júnior presta depoimento na própria Divisão de Homicídios da Polícia Civil do Pará neste momento.

98 FM

Notícias mais lidas na semana.

VÍDEO: POLICIAL PENAL É ASSASSINADO EM UM BAR NA CIDADE DE NOVA CRUZ

SINDICATO DOS TRABALHADORES RURAIS DE NOVA CRUZ ESTÁ EM UMA SITUAÇÃO CADA VEZ MAIS COMPLICADA COM A JUSTIÇA E PARECE ESTAR FICANDO SEM SAÍDA

"MÉDICO DO POVO" , DR ESTÁCIO, É O NOME DO PSDB NO AGRESTE PARA DISPUTA DE UMA VAGA DE DEPUTADO FEDERAL

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA