TAXA DE ABANDONO ESCOLAR NO ENSINO MÉDIO NA REDE PÚBLICA MAIS QUE DOBRA EM 2021, APONTA INEP

Imagem
  Dados do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) mostram que a taxa de abandono escolar no Ensino Médio na rede pública mais que dobrou no ano passado. Em 2020, o percentual de estudantes que abandonaram instituições foi de 2,3%, enquanto que, em 2021, a taxa foi de 5%. Os números foram divulgados nessa quinta-feira (19) pelo Inep e integram os resultados finais da segunda etapa do Censo Escolar da Educação Básica 2021. No ensino fundamental, a taxa de abandono escolar foi de 1%, em 2020, para 1,2%, em 2021. A única rede que não apresentou elevação foi a privada. Ainda, segundo o levantamento, a região Norte do país foi a que mais sofreu com o abandono dos alunos. Enquanto o país teve um índice de 5% no ensino médio, juntos, os estados do Norte acumularam uma taxa de 10,1% de abandono. Já na etapa do ensino fundamental, o valor foi de 2,5% nesta região. g1

PESQUISA APONTA QUE BRASILEIROS PASSAM MAIS DA METADE DE SUAS VIDAS NA INTERNET

 


Assistir filmes e séries em plataformas de streaming, fazer compras ou navegar nas redes sociais. Já se tornou um fato que as pessoas passam cada vez mais tempo conectadas. Poucos têm noção de quanto tempo realmente dedicam à Internet. Um levantamento da empresa NordVPN sobre os hábitos digitais dos brasileiros mostrou dados surpreendentes. Segundo projeções da pesquisa, os internautas passam mais de 41 anos na Internet, o que equivale a 54% do tempo de vida médio da população.

O levantamento, que foi feito em janeiro deste ano e levou em consideração apenas maiores de 18 anos, mostra que o tempo que os brasileiros passam na Internet durante a semana cresceu. Em média, as pessoas começam a se conectar às 8h33 da manhã e só se desconectam às 22h13. Somado o tempo de todos os sete dias, em uma semana comum, o brasileiro teria passado 91 horas online.

A soma total pode surpreender. De acordo com os dados da pesquisa, o brasileiro passa, em média, quatro dias inteiros por semana totalmente conectada. Isso seria o equivalente a 197 dias por ano. E, levando em consideração que a expectativa de vida no país é de 75,9 anos, esses dados resultariam em um total de 41 anos, três meses e 13 dias, ou seja, 54% do tempo de vida.

Vale ressaltar que o trabalho pela Internet também tem aumentado, principalmente com a adoção do home office durante a pandemia, tendência que deve impulsionar ainda mais esses números. Entretanto, segundo o levantamento, 19 das 91 horas semanais em que os brasileiros estão conectados são para trabalho. As quase 72 horas restantes são divididas, principalmente, entre atividades de entretenimento. Os líderes no quesito são os streamings, como Netflix e Globoplay, que somam mais de 13 horas.

Além disso, os usuários passam, em média, 12 horas e oito minutos por semana assistindo vídeos no YouTube e 11 horas e 19 minutos se dedicando às redes sociais, principalmente WhatsApp, Facebook e Instagram. A pesquisa também mostra que estar conectado se tornou uma “dependência”, uma vez que 43,5% das pessoas dizem precisar de conexão à rede para seus hobbies, enquanto 36% dos entrevistados disseram que não imaginam como seria seu dia sem a Internet.

Notícias mais lidas na semana.

PREFEITO FLAVIO DE BEROI DESARTICULA OPOSIÇÃO E INTERMEDIA APOIO DE LIDERANÇAS NOVA-CRUZENSES AO DEPUTADO RAIMUNDO FERNANDES

AGRESTE: GRUPO POLÍTICO DE OPOSIÇÃO EM LAGOA D´ANTA DECLARA APOIO AO DEPUTADO RAIMUNDO FERNANDES

ENFERMEIRA PERDE CONTROLE DO CARRO E MORRE EM ACIDENTE NA BR-101, NA GRANDE NATAL

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO
ESCOLINHA PARCEIRA DO BLOG

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA