DENGUE: GOVERNO DO RN AUTORIZA AGENTES DE ENDEMIAS A ENTRAREM EM IMÓVEIS ABANDONADOS

Imagem
  O Governo do Rio Grande do Norte publicou, nesta sexta-feira (20), o decreto de situação de emergência no estado em decorrência da epidemia e aumento significativo nos casos de doenças transmitidas pelo mosquito aedes aegypti definindo como epidemia. Entre as medidas determinadas, o Estado criará um comitê para o acompanhamento em tempo real da situação e também foi autorizada a entrada de agentes de endemias em imóveis públicos e particulares abandonados. O decreto estadual declarou a Situação de Emergência em todo o território do estado em razão da epidemia de arboviroses, provocada “por desastre natural biológico”. A situação é considerada um “Desastre de Média Intensidade”, que é caracterizado por epidemia de doença infecciosa viral que provoca o “aumento brusco, significativo e transitório da ocorrência de doenças infecciosas geradas por vírus”. Assim, o Poder Público está autorizado a adotar todas as medidas administrativas necessárias à imediata resposta do combate às doenças.

RESERVAS HÍDRICAS DO RN ULTRAPASSAM OS 2 BILHÕES DE METROS CÚBICOS

 


O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta segunda-feira (02), indica que as reservas hídricas superficiais totais do RN somam 2.059.512.884 m³, percentualmente, 47,05% da sua capacidade total, que é de 4.376.444.842 m³. No relatório do dia 25 de abril, as reservas hídricas estaduais somavam 1.970.472.539 m³, correspondentes a 45,02% da sua capacidade total.

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior manancial do RN, acumula 1.326.756.862 m³, correspondentes a 55,91% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. No último relatório divulgado, o reservatório estava com 1.279.579.437 m³, percentualmente, 53,92% da sua capacidade total.

O segundo maior reservatório do RN, Santa Cruz do Apodi acumula 248.816.890 m³, correspondentes a 41,49% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. No dia 25 de abril, a barragem estava com 236.645.990 m³, percentualmente, 39,46% da sua capacidade.

A barragem Umari, localizada em Upanema, acumula 189.320.006 m³, equivalentes a 64,66% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. Na última segunda-feira de abril, o reservatório estava com 179.799.825 m³, correspondentes a 61,40% da sua capacidade.

Atualmente, 7 reservatórios permanecem completamente cheios, são eles: Flechas, localizado em José da Penha; o açude público de Marcelino Vieira; Passagem, localizado em Rodolfo Fernandes; Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz; o açude público de Encanto; Beldroega, localizado em Paraú; e Pataxó, localizado em Ipanguaçu.

O açude Santana, localizado em Rafael Fernandes, está com 6.976.667 m³, equivalentes a 99,67% da sua capacidade total, que é de 7 milhões de metros cúbicos. No relatório anterior, o manancial estava com 6.766.667 m³, correspondentes a 96,67% da sua capacidade total.

O açude Malhada Vermelha, localizado em Severiano Melo, acumula 6.279.726 m³, correspondentes a 83,31% da sua capacidade total, que é de 7.537.478 m³. No final de abril o reservatório estava com 5.156.522 m³, equivalentes a 68,41% da sua capacidade.

O açude Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, está com 7.000.000 m³, percentualmente, 70% da sua capacidade total, que é de 10 milhões de metros cúbicos. No último relatório divulgado, o manancial estava com 6.333.333 m³, correspondentes a 63,33% da sua capacidade total.

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares.

Para saber sobre os volumes de outras barragens do RN acesse: http://sistemas.searh.rn.gov.br/monitoramentovolumetrico

Situação das lagoas

A lagoa de Extremoz, responsável por parte do abastecimento da zona norte da capital, acumula 9.599.799 m³, equivalentes a 87,12% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³. No último relatório divulgado, a lagoa estava com 9.563.396 m³, correspondentes a 86,79% da sua capacidade total.

Já a lagoa do Bonfim, responsável pelo abastecimento da adutora Monsenhor Expedito, acumula 38.182.660, percentualmente, 45,31% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³. Este é o mesmo volume apresentado na semana anterior.

A lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 10.573.621 m³, correspondentes a 95,47% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³. No relatório anterior, o manancial estava com 10.508.250 m³, equivalentes a 94,88% da sua capacidade.

Notícias mais lidas na semana.

PREFEITO FLAVIO DE BEROI DESARTICULA OPOSIÇÃO E INTERMEDIA APOIO DE LIDERANÇAS NOVA-CRUZENSES AO DEPUTADO RAIMUNDO FERNANDES

AGRESTE: GRUPO POLÍTICO DE OPOSIÇÃO EM LAGOA D´ANTA DECLARA APOIO AO DEPUTADO RAIMUNDO FERNANDES

ENFERMEIRA PERDE CONTROLE DO CARRO E MORRE EM ACIDENTE NA BR-101, NA GRANDE NATAL

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO

ESCOLINHA DE FUTEBOL ACADEMIA ESTEVÃO
ESCOLINHA PARCEIRA DO BLOG

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA