IPEC: 50% ACHAM QUE LULA FARÁ UM GOVERNO ÓTIMO OU BOM

Imagem
  Pesquisa do instituto Ipec divulgada nesta quinta-feira (8) perguntou para os entrevistados sobre expectativas para o governo do presidente eleito, Luiz Inácio  Lula  da Silva (PT). O Ipec quis saber como as pessoas acham que será o governo. As respostas foram: Ótimo : 18% Bom : 32% Regular : 20% Ruim:  7% Péssimo:  18% Não sabe/ não respondeu:  5% O Ipec ouviu 2 mil pessoas em todo país do dia 1º ao dia 5 deste mês. O instituto também ouviu a população sobre a avaliação do governo do presidente Jair Bolsonaro (PL).  39% avaliam como ótimo ou bom  e 36% como ruim ou péssimo. Outra pergunta foi se a equipe de Lula está no caminho certo ou errado, considerando o que vem anunciando e planejando até aqui. As respostas foram: Está no caminho certo : 58% Está no caminho errado:  33% Não sabe/ não respondeu:  9%

ESPERANÇA CONTRA O CÂNCER: TESTE COM NOVA DROGA ELIMINA TUMOR EM 100% DOS CASOS

 

O teste que validou a surpreendente pesquisa partiu de um pequeno grupo de 12 pacientes com câncer retal. Foto: Pixabay


Um medicamento já aprovado pela Anvisa surpreendeu a comunidade científica ao fazer desaparecer o câncer colorretal em 100% dos pacientes submetidos ao tratamento. O teste que validou a surpreendente pesquisa partiu de um pequeno grupo de 12 pacientes com câncer retal. Neles, os pesquisadores aplicaram localmente um anticorpo monoclonal chamado dostarlimab, que levou ao desfecho animador, e que foi sustentado por mais de um ano.

O que dizem as últimas pesquisas científicas mais importantes? Descubra ao assinar a EXAME, por menos de R$ 0,37/dia.

O estudo foi publicado no periódico New England Journal of Medicine no domingo, 5, e debatido por oncologistas durante o evento anual da Sociedade Americana de Oncologia Clínica (Asco, na sigla em inglês), que se encerrou na terça-feira, 7. Após o tratamento, exames como ressonância magnética, avaliação endoscópica, toque retal ou biópsia não apontaram evidências da presença de tumor.

Os pacientes tomaram o medicamento por meio intravenoso a cada três semanas por seis meses. “Durante o período médio de acompanhamento de 12 meses, nenhum paciente recebeu quimiorradioterapia e nenhum paciente foi submetido à ressecção cirúrgica”, diz trecho do estudo.

Em entrevista ao The New York Times, o oncologista Luiz Diaz Jr., um dos autores do trabalho, afirma que a taxa de sucesso da pesquisa norte-americana não é comum, e talvez seja a primeira vez que algo do gênero é registrado em toda a história de estudos contra o câncer.

O dostarlimab é aprovado no Brasil para tratar câncer de endométrio, e não tinha sido testado contra outros tipos de tumores até então.

Fonte: Exame

Notícias mais lidas na semana.

COMISSÃO DO TRE-RN DÁ PARECER PELA REPROVAÇÃO DE CONTAS DA CAMPANHA WENDEL LAGARTIXA

VÍDEO: TORRE DESABA E ATINGE CASAS NA CIDADE DE BREJINHO, AGRESTE POTIGUAR

Postagens mais visitadas deste blog

PESQUISA BG/AGORASEI/96FM/GOVERNO REJEIÇÃO: FÁTIMA BEZERRA É A MAIS REJEITADA COM 36,4% , SEGUIDA DE GIRÃO COM 25,1%

PESQUISA BG/SETA/JUCURUTU/PREFEITO: NA ESPONTÂNEA, IOGO TEM 37,2% E VALDIR TEM 20,9%

PESQUISA BG/CONSULT/BOA SAÚDE/PREFEITO: WELLINGTON TEM 47,25%; E EDICE , 35,5% NA ESTIMULADA